|
  • Bitcoin 155.938
  • Dólar 5,0611
  • Euro 5,3048
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 02/03/2022, 18:14

Lula conversa com presidente do México sobre guerra na Ucrânia

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 02 de março de 2022

VICTORIA AZEVEDO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) conversou com o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, sobre a guerra na Ucrânia e defendeu a necessidade de paz. O petista tomou café da manhã com o líder mexicano nesta quarta-feira (2), em encontro que durou mais de três horas na sede do governo, na Cidade do México.

"Grande encontro nessa manhã com o presidente López Obrador. Conversamos sobre justiça social, combate à fome, irmandade da América Latina e a necessidade de paz no nosso mundo. Viva o México!", tuitou Lula após o encontro.

Na terça-feira (1º), López Obrador, que é de esquerda, anunciou que o México não aplicará sanções econômicas contra a Rússia pela invasão à Ucrânia.

Lula, por sua vez, vem lamentando a guerra e pregando uma negociação, mas também dirigiu suas críticas à ONU (Organização das Nações Unidas), que ele considera pouco representativa.

O presidente mexicano publicou em suas redes uma foto com Lula, descrevendo o encontro como fraterno. "Nos une a irmandade de nossos povos e a luta pela igualdade e pela justiça", escreveu.

Segundo a assessoria de imprensa de Lula, o petista e o presidente mexicano falaram sobre a guerra na Ucrânia e "ressaltaram a importância de um diálogo para a paz". Eles ainda "destacaram a participação da América Latina na construção da paz e de um mundo multipolar e equilibrado".

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR); o senador Humberto Costa (PE) e os ex-ministros Celso Amorim e Aloizio Mercadante acompanharam Lula no encontro, assim como sua noiva Janja.

Lula chegou ao país na segunda-feira (28) e foi recebido pelo chanceler Marcelo Ebrard.

A viagem marca a retomada da agenda internacional de Lula, que foi interrompida pelo aumento de casos de Covid gerado pela variante Ômicron. No ano passado, o ex-presidente esteve na Europa e na Argentina.

Lula também agendou reuniões com parlamentares mexicanos e líderes do partido de López Obrador, o Morena (Movimento de Regeneração Nacional).

Na manhã desta quarta (2), Gleisi compartilhou foto ao lado de Mario Delgado, presidente do Morena.

Ao jornal mexicano La Jornada na terça (1º), o ex-presidente pregou a união da América Latina pela paz. "A América Latina deve estar unida nesse esforço por um mundo que quer a paz e já não pode suportar a guerra", disse.

Em entrevista na semana passada, Lula havia dito que "ninguém pode concordar com a guerra".

"É lamentável que na segunda década do século 21 a gente tenha países tentando resolver suas divergências, sejam territoriais, políticas, ou comerciais, através de bombas, tiros e ataques, quando deveria ter sido resolvido em uma mesa de negociação", afirmou o petista.