|
  • Bitcoin 107.550
  • Dólar 5,3298
  • Euro 5,5585
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 20/01/2022, 22:23

Laboratórios vão procurar governo para embutir serviço em autoteste

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

JOANA CUNHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após a decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de adiar a liberação dos autotestes de Covid no Brasil, a Abramed, associação que reúne empresas de medicina diagnóstica como Dasa, Fleury e Einstein, diz que vai procurar o Ministério da Saúde para sugerir serviços de laboratórios que poderiam auxiliar a população a aplicar os autoexames.

A sugestão seria verificar o funcionamento dos testes e transmitir os resultados às autoridades, segundo a entidade.

"Embora os autotestes pareçam de grande simplicidade, certamente, muitas pessoas terão dificuldade em realizá-los, e a coleta do material é um passo crítico para que o resultado final seja confiável e não apresente falsos negativos", afirma a associação, em nota.

Executivos do setor avaliam que os laboratórios, que viram nascer um mercado com os testes de Covid na pandemia, poderiam encontrar um novo nicho de atuação na área, caso viessem a perder espaço com a chegada do autoteste.

A Abramed saiu em defesa da decisão da Anvisa de não aprovar o uso do autoteste.

A entidade afirma que, antes de liberar os pacientes para fazer seus próprios exames, seja estruturado um sistema de compartilhamento de informações sobre os resultados dos testes. Também sugere que o Conecte SUS seja avaliado como uma das possibilidades.

Nesta quarta-feira (19), ao postergar a medida, a Anvisa justificou que a nota técnica do Ministério da Saúde, que fez o pedido da liberação, apresentava lacunas sobre como notificar a confirmação da infecção e de que forma orientar os pacientes.