|
  • Bitcoin 121.113
  • Dólar 5,0855
  • Euro 5,2421
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 11/03/2022, 11:43

Kharkiv teve 48 escolas destruídas na guerra com a Rússia, diz prefeito

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 11 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O prefeito de Kharkiv, Ihor Terekhov, afirmou nesta sexta-feira (11) que a cidade já teve 48 escolas destruídas em meio à guerra da Rússia com a Ucrânia, que completou 16 dias. Segundo Terekhov, civis também ficaram sem aquecimento em temperaturas abaixo de zero em meio a bombardeios e ataques com mísseis das tropas russas.

Apesar da intensificação das ofensivas da Rússia, o prefeito disse que a cidade não vai se render. "Mas estamos resistindo e vamos vencer", afirmou.

Ainda de acordo com o prefeito, muitos blocos de apartamentos foram destruídos e os sistemas de aquecimento não podem ser restaurados em mais de 400 casas em Kharkiv. Ele pediu que a população procure abrigo em estações de metrô.

"Graves geadas estão chegando, então estou chamando vocês, cujas casas estão sem aquecimento devido aos bombardeios, por favor, entrem nas estações de metrô, abrigos, escolas e jardins de infância, que ainda não foram destruídos", acrescentou.

HOSPITAL PSIQUIÁTRICO FOI BOMBARDEADO EM KHARKIV

Segundo informações do serviço de emergência da Ucrânia, um hospital psiquiátrico em Kharkiv foi bombardeado no distrito de Izium durante a madrugada de hoje.

No momento do ataque, 30 funcionários e 330 pacientes estavam no prédio, alguns deles em cadeiras de rodas e com dificuldades de locomoção. Apesar do ataque, não houve registro de mortes porque todas as pessoas estavam em abrigos.

OUTROS ATAQUES EM SUMY, DNIPRO E LUTSK

Em Sumy, dois civis foram mortos em um bombardeio na vila de Malovorozhbyan. Segundo o chefe da administração do município, Dmytro Zhyvytskyy, a nova ofensiva dos russos disparou contra casas.

Três ataques aéreos da Rússia na cidade de Dnipro, localizada a cerca de 460 quilômetros de Kiev, também deixaram uma pessoa morta, disse o serviço de emergência da Ucrânia. O bombardeio ocorreu por volta das 6h10, no horário local (1h10, no horário de Brasília), perto de uma pré-escola.

Segundo as autoridades, as bombas também explodiram próximo a um prédio residencial e destruíram uma fábrica de calçados. Equipes de socorristas estão no local em busca de mais vítimas e apagaram um incêndio causado pelo ataque.

Ainda de acordo com o serviço de emergência, também foram ouvidas explosões em Lutsk. Com as operações de resgate concluídas, foram registradas quatro mortes e seis pessoas feridas.