|
  • Bitcoin 149.734
  • Dólar 4,9529
  • Euro 5,2193
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 16/03/2022, 16:00

Itália reabre e Suécia segue fechada: veja países que recebem ou não brasileiros

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 16 de março de 2022

FABIANA BATISTA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em março de 2022, novas fronteiras se abriram para o Brasil. A Itália é uma delas. Será permitida a entrada de turistas no país com esquema vacinal completo, ou se o viajante estiver recuperado (caso comprovado com resultado de RT-PCR) ou munido de teste molecular e antígeno negativo.

Brasileiros ainda não são autorizados a visitar a Suécia, Polônia, Malta e Luxemburgo.

Outra informação relevante é com relação à validade do certificado de vacinação e comprovante de recuperação. A Áustria, por exemplo, reduziu o prazo para 180 dias para adultos acima de 18 anos e 210 dias para menores. Já a dose de reforço permanece válida por 270 dias. Países como a Finlândia, Grécia e Irlanda decidiram que, com a dose de reforço, o prazo do certificado é ilimitado.

Veja abaixo a lista dos 27 países da União Europeia e alguns dos principais da América Latina que autorizam ou não a entrada de turistas brasileiros atualmente.

Alemanha

São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo ou recuperados. Os vacinados devem apresentar o certificado de vacinação finalizado há 14 dias antes da viagem e certificado da UE ou comprovante comparável em alemão, inglês, francês, italiano ou espanhol.

Pessoas que se infectaram podem viajar com apenas uma dose, porém, além do certificado de vacinação, devem apresentar RT-PCR positivo (a contaminação não pode ter ocorrido há mais de três meses). O comprovante de recuperação deve estar disponível nos mesmos idiomas do grupo de vacinados e deverá ser enviado através do portal www.einreiseanmeldung.de.

Crianças menores de seis anos não precisam apresentar comprovantes.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna ou Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; comprovar o objetivo da viagem e ter recursos financeiros suficientes; e, apesar de não obrigatório, a embaixada recomenda que se contrate um seguro de saúde.

Saiba mais

https://brasil.diplo.de/br-pt/coronavirus/2320108

https://brasil.diplo.de/br-pt/servicos/visto/schengen/1010106

Áustria

O país liberou a entrada para todos os países e aplicou a obrigação de 3-G-Plus, ou seja, são autorizados vacinados, recuperados e testados com resultado negativo para RT-PCR de no máximo 72 horas. Os que receberam a vacina de reforço podem entrar no país sem fazer testes. Caso nenhuma prova seja apresentada, o viajante deve se autoisolar imediatamente e poderá sair da quarentena logo após o teste negativo (para estes, deve ser apresentada uma autorização de pré-viagem).

Para comprovar são obrigatórios certificado em alemão ou inglês e apresentação de formulário. O viajante também pode usar o app NHS Covid ou o EU Covid Pass. A apresentação do teste RT-PCR negativo é obrigatória em alguns casos. São eles: 2x vacinado ou 1x com Janssen; recuperado com uma dose.

Menores de 12 anos não precisam apresentar nenhuma prova, mas deverão fazer quarentena.

A validade de duas doses foi reduzida para 180 dias acima de 18 anos e 210 para menores. O reforço permanece válido por 270 dias. A prova de recuperação pode ser usada por 180 dias para entrar na Áustria.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna, Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país com uma página de visto em branco; bilhete de ida e volta; documentos solicitados para o próximo destino; comprovar renda suficiente; contratar seguro saúde válido para todo o território Schengen.

Saiba mais

https://www.austria.info/en/service-and-facts/coronavirus-information/entry-regulations

Bélgica

São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. Apresentar certificado emitido via app Conecte SUS. O documento deve estar em neerlandês, francês, alemão ou inglês ou acompanhado de uma tradução simples para um destes idiomas; formulário de localização de passageiro preenchido dentro de seis meses antes da chegada na Bélgica; teste RT- PCR negativo de no máximo 72 horas antes antígeno de no máximo 36 horas em holandês, francês, alemão ou inglês; submeter-se a um teste RT-PCR no 1º e 7º dia após chegar (a partir de 12 anos).

Os acompanhantes menores de 12 anos não vacinados podem entrar no país.

Não há voo direto do Brasil para a Bélgica. Diante disso, é necessário saber como funciona a entrada no país de trânsito para saber suas condições.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna, Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; comprovante de recursos financeiros e de hospedagem; e seguro viagem.

Saiba mais

https://brazil.diplomatie.belgium.be/pt-br

Bulgária

O país abriu suas fronteiras para viajantes brasileiros mediante a apresentação de um certificado digital COVID da UE válido para vacinação, doença ou teste, ou um documento equivalente ou similar.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; comprovar renda suficiente para a estadia e estadia reservada.

Saiba mais

https://www.tourism.government.bg/en/kategorii/covid-19/updated-information-travellers-upon-entry-republic-bulgaria-3

República Tcheca

São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. Estes devem preencher o formulário de localizador de passageiros; apresentar RT-PCR negativo realizado até 72 horas antes do embarque; e certificado de vacinação em inglês obtido pelo Conecte SUS. Deve ser testado de 5 a 7 dias após a chegada.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna, Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; comprovar propósito de viagem e renda suficiente para a estadia; e documentos do próximo destino.

Saiba mais

https://www.mzv.cz/jnp/en/information_for_aliens/news/before_you_travel_step_by_step_guide_on.html

Chipre

De acordo com o consulado do Chipre, turistas brasileiros devem preencher o formulário CYPRUS FLIGHT PASS para obter o passe de voo. A partir deste, as autoridades sanitárias irão autorizar ou não a entrada.

Os passageiros deverão se submeter a um exame RT-PCR até 72 horas antes da partida ou teste rápido de antígeno 24 horas antes. Além disso, independentemente do estado vacinal, também serão submetidos a testes na chegada ao país e, com exclusão dos que receberam o reforço, deverão fazer teste rápido após três dias da chegada. O custo será por conta do passageiro.

Menores de 12 anos não precisam realizar RT-PCR ou antígeno.

O passaporte de permanência de 90 dias é suficiente para entrada no país.

Saiba mais

https://cyprusflightpass.gov.cy/

Croácia

A entrada de turistas brasileiros só é permitida com reserva ou alojamento pago em hotel, acampamento, locatário privado ou embarcação alugada e outra forma de alojamento turístico ou seja proprietário de casas ou navios no país. Apresentar RT-PCR negativo de até 72 horas antes; certificado de vacinação completa passados 14 dias desde a segunda dose, e não superior a 270 dias; comprovação de recuperação do Covid-19 (não mais que 180 dias e não menos que 11) e uma dose da vacina no prazo de oito meses após contrair o vírus.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen, Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país com uma página em branco; bilhete ida e volta; comprovação de hospedagem e renda suficiente; e documentos solicitados para o próximo destino.

Saiba mais

https://mup.gov.hr/uzg-covid/english/286212

Dinamarca

Desde 1º de março, o turista brasileiro previamente infectado ou com esquema vacinal completo não precisa isolar-se e apresentar teste antes da viagem. O viajante não vacinado está autorizado a entrar no país desde que realize um teste em um centro de testes dentro de 24h após a entrada.

Os infectados devem apresentar teste RT-PCR positivo de, pelo menos, 11 dias e não mais de 180 dias antes da data de entrada. Já os vacinados devem apresentar certificado Covid-19 em inglês (duas doses com não mais que 270 dias, e dose única 284).

Menores de 15 anos não são obrigados a fazer teste ou autoisolamento. Crianças de 15 a 17 anos não precisam realizar teste caso apresentem antígeno negativo de até 48 horas antes da chegada ou RT-PCR negativo de 72 horas antes da chegada.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país com uma página de visto em branco; bilhete de ida e volta; comprovar propósito de viagem e renda suficiente para a estadia; e documentos do próximo destino.

Saiba mais

https://en.coronasmitte.dk/travel-rules

Eslováquia

São autorizados apenas viajantes com certificado internacional válido com esquema vacinal completo ou que tenham se curado da doença. O documento de comprovação deve estar em inglês. Também é necessário preencher o formulário eHranica e apresentar RT-PCR negativo emitido nas 72 horas antes da chegada.

Esquema de duas doses é válido quando a 2ª foi aplicada não há mais do que nove meses. Dose única aplicada há não mais do que nove meses. Recuperação com não mais de 180 dias.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país com uma página de visto em branco; bilhete ida e volta; documentos do próximo destino; documentação de renda suficiente para a estadia e que comprove o motivo da viagem.

Saiba mais

https://korona.gov.sk/cestovanie-do-sr/

Eslovênia

Turistas brasileiros são autorizados apenas com esquema vacinal completo ou recuperados. Os vacinados devem apresentar certificado de Covid-19 em inglês (com não mais de 270 após a última dose). Recuperados precisam de resultado positivo RT-PCR ou antígeno com mais de dez dias e menos de 180, certificado de recuperação de infecção e vacinação comprovando o tempo de vacinação. Ambos devem preencher formulário de localização.

Crianças maiores de seis anos e menores de 18 anos podem viajar com teste RT-PCR negativo de no mínimo 72 horas antes da partida.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen, CoronaVac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; comprovação de recursos financeiros; e seguro médico internacional.

Saiba mais

https://www.gov.si/en/topics/coronavirus-disease-covid-19/border-crossing/

Espanha

São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo ou recuperados. Deve-se providenciar certificado de vacinação completo ou comprovação de recuperação escrito em espanhol, inglês, francês ou alemão (caso traduzida do português, ela deverá ser juramentada); preencher, 48 horas antes da viagem, formulário de declaração de saúde; e ter um teste negativo. É obrigatório que o viajante tenha se imunizado com dose de reforço.

Menores de 12 anos não precisam de certificado. Crianças de 12 a 18 anos devem apresentar teste negativo realizado 72 horas antes da chegada.

Vacinas autorizadas: Pfize, Moderna, Astrazeneca, Janssen, Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; documento comprobatório do alojamento emitido pela esquadra de polícia correspondente ao local de hospedagem; confirmação da reserva de uma viagem organizada (com itinerário) e bilhete de ida e volta ou circuito turístico.

Saiba mais

https://www.sanidad.gob.es/en/profesionales/saludPublica/ccayes/alertasActual/nCov/spth.htm

Formulário de declaração de saúde: https://www.spth.gob.es/

Estônia

Serão aceitos apenas aqueles turistas que apresentarem certificado de vacinação completa (com dose de reforço) de nove meses e estendida para um ano com dose de reforço, ou comprovação de recuperação emitido em inglês, russo ou estoniano, além do formulário de localização de passageiro 24 horas antes.

Vacinas autorizadas: todas as vacinas aceitas no país de origem.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; comprovante dos voos de entrada e saída do país; seguro saúde; documentos exigidos para o próximo destino e comprovante de renda suficiente para todo o período de permanência.

Saiba mais

https://www.visitestonia.com/en/covid-19-and-travelling-to-estonia

Finlândia

Apenas turistas brasileiros completamente vacinados ou recuperados são autorizados a fazer turismo na Finlândia. O viajante precisa apresentar comprovante de vacinação (sem dose de reforço o prazo é de 270 dias, e para casos após este não há mais validade); teste de RT-PCR negativo ou antígeno emitido em até 48 horas antes da chegada; laudo com diagnóstico de Covid-19 nos últimos seis meses (caso infectado). Os documentos em português devem ser traduzidos para o inglês com tradutor juramentado.

Não há voo direto do Brasil para a Finlândia. Com isso, é necessário saber como funciona a entrada no país de trânsito para conhecer suas condições.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen, Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de volta com data marcada; seguro de viagem (com cobertura de 30.000 euros); 30 euros por dia; e cartão de crédito internacional.

Saiba mais

https://finlandabroad.fi/web/bra/atualidades/-/asset_publisher/h5w4iTUJhNne/content/koronavirus-brasiliassa/384951

França

São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. Eles devem estar munidos de formulário de declaração apresentando que não tiveram sintomas de infecção da Covid-19 ou tido contato com pessoas que testaram positivo para a doença (a partir de 11 anos), e comprovante de vacinação completa;

Menores de 12 anos estão isentos de quaisquer exigências.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen, Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; documentos solicitados para o próximo destino; documentos que comprovem o propósito da viagem; comprovar renda suficiente para a estadia.

Saiba mais

https://uk.france.fr/en/holiday-prep/coronavirus-covid-19-the-situation-in-france

Grécia

O país abriu as fronteiras para turistas brasileiros completamente vacinados. Além do certificado de vacinação (para esquema básico a validade é de nove meses; já para quem tomou dose reforço não há prazo), é preciso apresentar RT-PCR negativo realizado 72 horas antes do embarque ou antígeno 24 horas antes, comprovar seguro saúde com cobertura para Covid-19 e preencher formulário digital. Menores de cinco anos estão isentos de apresentar documentações.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen, Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; comprovante de recursos financeiros e hospedagem durante a viagem; seguro com cobertura internacional de saúde.

Formulário disponível em: https://travel.gov.gr/#/

Hungria

A partir de março, deixam de valer as restrições para entrada no país. Diante disso, os viajantes podem viajar para a Hungria livre de restrições sanitárias independentemente de sua cidadania ou país de procedência.

O viajante precisa apenas ter um passaporte válido por pelo menos três meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; documentos solicitados do próximo destino; comprovação de alojamento e sustento; seguro de saúde contratado; e formulário preenchido.

Saiba mais

https://saopaulo.mfa.gov.hu/bra/news/entrada-na-hungria

Países baixos/Holanda

Turistas brasileiros devem apresentar declaração de vacina Covid-19 disponível no site do governo; comprovante de vacinação com esquema vacinal completo; resultado negativo de RT-PCR; formulário de declaração de saúde (a partir de 12 anos). É preciso realizar um autoteste na chegada.

Menores de 12 ou mais devem preencher uma declaração de vacinação. Já os com até 18 anos que estejam viajando com pais ou responsáveis legais vacinados estão isentos, mas devem apresentar RT-PCR negativo.

Vacinas autorizadas: Astrazeneca, Pfizer, Moderna, Janssen, Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; documentos solicitados do próximo destino; comprovação de propósito da viagem e renda suficiente para a estadia.

Declaração: https://www.government.nl/topics/coronavirus-covid-19/documents/publications/2021/07/01/vaccine-declaration-covid-19

Saiba mais

https://www.government.nl/topics/coronavirus-covid-19/visiting-the-netherlands-from-abroad

Irlanda

Os passageiros que não comprovarem esquema vacinal completo ou recuperação deverão apresentar um teste RT-PCR negativo para a Covid-19. Este deve ser realizado por um profissional de saúde ou pessoal qualificado. Vacinados e recuperados devem preencher o formulário de localização de passageiros antes da partida, apresentar um certificado Covid-19 (validade de 270 dias desde a última dose e prazo ilimitado após dose reforço) ou prova de recuperação de Covid-19 nos últimos seis meses em formato escrito ou eletrônico em inglês, irlandês, ou uma tradução oficial para irlandês ou inglês. Caso chegue na Irlanda sem o resultado negativo do teste obrigatório pré-embarque, deverá fazer um teste dentro de 36 horas após a chegada.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Janssen e Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; comprovar hospedagem; bilhete de ida e volta e renda suficiente relacionados a duração da estadia.

Saiba mais

https://www.gov.ie/en/

Itália

É permitida a entrada de turistas brasileiros mediante formulário de localização de passageiro, certificado de vacinação ou recuperação ou teste molecular ou antígeno negativo. No caso da não apresentação destes documentos, deverá ser aplicada quarentena de cinco dias e realização de teste no final do período. É obrigatório o green pass para circular por locais como restaurantes e hotéis.

Vacinas autorizadas: Astrazeneca, Janssen e Pfizer. Coronavac é aceita apenas com dose de reforço.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; reserva de hospedagem; renda durante a permanência; seguro viagem contratado.

Saiba mais

https://consriodejaneiro.esteri.it/consolato_riodejaneiro/pt/la_comunicazione/dal_consolato/2022/02/avviso-urgente-nuova-disciplina.html

Letônia

É permitida a entrada de turistas brasileiros que apresentem um resultado negativo de teste Covid-19 ou que tenham certificado COVID UE --ou seja, que estejam cadastrados no sistema de saúde e tenham se vacinado em um país da União Europeia.

Crianças menores de 12 anos estão isentas.

Saiba mais

https://www.mfa.gov.lv/en/information-travellers-latvia-provisions-preventing-spread-covid-19

Lituânia

Vacinados, recuperados e não vacinados são autorizados a entrar na Lituânia. Dos com esquema vacinal completo e recuperados são exigidos teste RT-PCR ou antígeno até o 3º dia da chegada; certificado oficial que comprove vacinação ou recuperação (dentro de 90 dias antes da viagem) em um dos idiomas oficiais da UE; preencher questionário 48 horas antes da chegada. Os não vacinados devem apresentar RT-PCR negativo de até 72 horas ou antígeno de 48 horas; teste até o 3º dia; autoisolamento de sete dias; e questionário dois dias antes da chegada.

Vacinas autorizadas: Janssen, Pfizer, Moderna, Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; renda durante a permanência; seguro saúde válido para todo o território Schengen; cocumentos solicitados para o próximo destino.

Saiba mais

https://nvsc.lrv.lt/en/information-on-covid-19/for-arrivals-from-abroad/requirements-for-travelers

Luxemburgo

É proibida a entrada de turistas brasileiros.

Saiba mais

https://brasilia.mae.lu/pt/Atualidades2/Comunicado-do-Ministerio-dos-Assuntos-Estrangeiros-e-Europeus-sobre-medidas-temporarias-de-imigracao

Malta

É proibida a entrada de turistas brasileiros.

Saiba mais

https://deputyprimeminister.gov.mt/en/health-promotion/covid-19/Pages/travel.aspx

Polônia

É proibida a entrada de turistas brasileiros.

Saiba mais

https://www.strazgraniczna.pl/pl/cudzoziemcy/covid-epidemia-koronawi

Portugal

Não é preciso estar vacinado ou fazer quarentena, basta apresentar teste RT-PCR negativo ou antígeno com 72 horas ou 48 de antecedência, respectivamente, e a Declaração de Localizador de Passageiros. Todos, vacinados ou não, devem apresentar teste negativo. Menores de 12 anos estão isentos dessa exigência.

Vacinas autorizadas: Janssen, Pfizer, Moderna, Astrazeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; documento comprovativo de alojamento e meios financeiros de acordo com a estada (equivalente a 75 euros por cada entrada em território nacional, acrescidos de 40 euros por dia de permanência); bilhete ida e volta.

Saiba mais

https://consuladoportugalsp.org.br

Romênia

O turista brasileiro pode entrar independentemente de estar ou não vacinado. Caso não esteja, deve ficar em quarentena por cinco dias (exceto crianças até 12 anos). Todos devem preencher a declaração online da Covid-19 até 72 horas antes da viagem e a Declaração de Localizador de Passageiros. Já para as crianças, o teste RT-PCR negativo só é preciso para a faixa de três a 16 anos, com 72 horas antes da data de entrada. O certificado de vacinação tem validade de até 270 dias a partir da vacinação completa. A dose de reforço é válida até dezembro de 2022.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir de sua data de saída do país e uma página de visto em branco; bilhete ida e volta; comprovação de hospedagem e renda suficiente para o período da estadia; e documentos do próximo destino.

Saiba mais

https://romaniatourism.com/travel-advisory.html

Declaração on-line: https://chestionar.stsisp.ro/

Suécia

É proibida a entrada de brasileiros.

Saiba mais

https://polisen.se/en/

Países Latino Americanos

Argentina

Turistas brasileiros com esquema vacinal completo não precisam mais apresentar teste PCR e estão isentos de isolamento. Os não vacinados passam a ser autorizados a viajar para o país, mas precisam apresentar teste PCR em até 72 horas ou teste antígeno em até 48 horas antes da viagem, e o isolamento de sete dias é obrigatório. Menores de 18 anos não precisam fazer quarentena. Já crianças de até seis anos não são obrigadas a fazer testes. A declaração eletrônica de migrações tem caráter declarativo e o seguro saúde Covid-19 é obrigatório a todos os viajantes.

Vacinas autorizadas: Astrazeneca; Pfizer; Janssen; Coronavac.

Apenas documento de identificação é suficiente.

Saiba mais

https://www.argentina.gob.ar/interior/migraciones/ddjj-migraciones

Bolívia

Os viajantes devem apresentar teste RT-PCR negativo realizado até 72 horas antes da chegada (menores de cinco anos são isentos) e seguro saúde com cobertura para Covid-19. A entrada por via terrestre está proibida.

Vacinas autorizadas: Pfizer e Astrazeneca.

Além do documento de identificação, o viajante deve ter um certificado internacional de vacinação contra febre amarela.

Registro de endereço de acomodação em: http://lapaz.itamaraty.gov.br/pt-br/conselhos_aos_viajantes.xml

Chile

Só poderão entrar turistas brasileiros com esquema vacinal completo munidos de declaração juramentada de viajantes feita 48 horas antes da viagem; teste RT-PCR negativo de até 72 horas até o horário de saída do vôo (crianças de até dois anos são isentas deste requisito); seguro médico de saúde; certificado de vacinação homologado antes da entrada. Crianças de até seis anos não vacinadas e pessoas vacinadas com imunizante não autorizado pelo país devem fazer quarentena de sete dias. Todas as pessoas devem fazer teste RT-PCR no ponto de entrada e cumprir quarentena por cinco dias ou até o resultado negativo.

Vacinas autorizadas: Moderna, Pfizer, Janssen, AstraZeneca, Coronavac.

Apenas o documento de identidade é suficiente.

Saiba mais

https://www.chile.travel/pt-br/planoviagemparaochile/

Colômbia

Apenas turistas brasileiros vacinados são permitidos no país. Apresentar certificado de vacinação e preencher o formulário Check-mig na página Migración Colômbia até 24 horas antes da viagem.

Vacinas autorizadas: Astrazeneca; Pfizer; Coronavac, Janssen.

Apenas o documento de identidade é suficiente.

Saiba mais

https://www.cancilleria.gov.co/nuevas-medidas-ingresar-colombia-aerea-diciembre-2021

Uruguai

A entrada no país é permitida apenas a turistas brasileiros com esquema vacinal completo ou recuperados. Serão exigidos RT-PCR ou antígeno negativos realizado até 72 horas antes da viagem (menores de seis anos estão isentos); certificado de vacinação (válido até nove meses antes da viagem; seguro de assistência com cobertura específica para Covid-19; e formulário/declaração juramentada online preenchido. Quem teve Covid-19 não precisa realizar teste de 72 horas, mas deve apresentar o RT-PCR ou antígeno positivo realizado entre 90 e dez dias antes da viagem, além da declaração juramentada.

Vacinas autorizadas: Astrazeneca; Pfizer; Janssen; Coronavac.

Apenas o documento de identidade é suficiente.

Formulário/Declaração em: https://declaracionjurada.ingresoauruguay.gub.uy/

Saiba mais

https://www.gub.uy/ministerio-salud-publica/comunicacion/publicaciones/requisitos-para-ingreso-uruguay-personas-nacionales-extranjeras