|
  • Bitcoin 119.351
  • Dólar 5,1249
  • Euro 5,2575
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 24/02/2022, 20:02

Irmãos Walter e João Moreira Salles deixam quadro de acionistas do Itaú

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

LUCAS BOMBANA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A família Moreira Salles, detentora de participação de controle no Itaú Unibanco por meio da IUPAR (Itaú Unibanco Participações S.A.), anunciou nesta quinta-feira (24) a saída dos irmãos Walter e João Moreira Salles do quadro de acionistas da companhia.

Comunicado enviado ao banco pela E. Johnston de Participações (EJ), sociedade por meio da qual os Moreira Salles detém participação na controladora do banco, diz que o capital da EJ está atualmente distribuído entre os irmãos Fernando Roberto Moreira Salles, Walter Moreira Salles Jr., Pedro Moreira Salles e João Moreira Salles.

Com a mudança, ele passará a ser dividido entre Fernando Roberto Moreira Salles, que será titular de 50% do capital da EJ, e Pedro Moreira Salles e seu filho, João Moreira Salles (homônimo do tio), que passam a deter, respectivamente, 44% e 6% do capital da EJ.

Os irmãos Walter e João Moreira Salles saem do quadro, transferindo suas respectivas participações aos acionistas remanescentes, Fernando e Pedro, e ao novo acionista, João.

As alterações se darão via transações de compra e venda de ações cuja concretização está sujeita à aprovação do BC (Banco Central).

O comunicado diz ainda que não haverá qualquer alteração na participação detida pela EJ no capital da IUPAR, de 33,47%.

Os 66,53% restantes ficam na mão da holding Itaúsa, que detém participação no Itaú e outras empresas como Alpargatas, Dexco e Copa Energia.

"O controle da IUPAR continuará a ser exercido na forma do acordo de acionistas em vigor e, consequentemente, as transações acima descritas não resultarão em qualquer alteração na gestão ou na governança do Itaú Unibanco Holding", diz o banco.

A mudança não decorreu de nenhum tipo de desentendimento entre os irmãos, segundo apuração da reportagem.

Ela teria se dado de forma natural pela maior afinidade de parte da família que permanece no quadro de acionistas da EJ com a atividade bancária, enquanto os irmãos cineastas Walter e João Moreira Salles são mais próximos do universo das artes.

Walter Salles dirigiu filmes premiados como "Central do Brasil", "Abril Despedaçado" e "Diários de Motocicleta". João Moreira Salles, por sua vez, dirigiu "Santiago", "Entreatos" e "Notícias de uma guerra particular", esse último em parceria com Kátia Lund. Ele também é fundador da revista Piauí.