|
  • Bitcoin 150.597
  • Dólar 5,0617
  • Euro 5,2708
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 15/03/2022, 08:33

Hoje crítico, Amoêdo já defendeu flexibilização de alianças no Novo

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 15 de março de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Crítico da decisão do Novo de flexibilizar sua política de não ter aliados na eleição, o fundador do partido, João Amoêdo, já defendeu essa possibilidade num passado recente.

"O estatuto do partido prevê que a gente possa fazer coligação. Num primeiro momento, era razoável ter um posicionamento mais claro, porque a gente estava muito no início e formando a imagem da instituição", afirmou ele, num debate virtual no ano passado com Felipe D´Avila, atualmente pré-candidato do partido a presidente.

Segundo disse na ocasião, é preciso entender o momento do país e flexibilizar esse ponto, "sem perder os princípios e valores" do partido.

Amoêdo declarou à coluna Painel, da Folha de S.Paulo, que é crítico ao que considera alianças puramente eleitorais com outras legendas, como vem sendo feito pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

"O problema, na minha avaliação, é qual o objetivo da coligação. Eu não tenho dúvida de que é necessário fazer uma aliança com base em um amplo programa de governo alternativo para o país, que fuja da atual polarização", declarou.