|
  • Bitcoin 148.759
  • Dólar 4,9085
  • Euro 5,2005
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 21/03/2022, 20:44

Haddad diz que PT deve apoiar Boulos em SP em 2024

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 21 de março de 2022

MÔNICA BERGAMO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pré-candidato ao governo de São Paulo, Fernando Haddad (PT-SP) afirma que vai convidar o PSOL e a Rede, que se uniram em uma federação, para integrar sua chapa na disputa pela sucessão de João Doria (PSDB-SP). E mais: o PT, segundo ele, deve apoiar a candidatura de Guilherme Boulos a prefeito de São Paulo em 2024.

Ele faz a declaração no mesmo dia em que Boulos declarou à coluna Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, que não vai mais se candidatar ao governo de SP, abrindo espaço para uma composição em torno do nome de Haddad.

"Vou procurar o PSOL e a Rede. Sabemos que o nosso desafio é enorme e ainda falta muito tempo para as eleições. Mas essa é a primeira vez em que podemos, de fato, ter um governo progressista em São Paulo", afirma Haddad à reportagem.

Ele disse ainda que o PT deve abrir mão de lançar um candidato a prefeito de São Paulo em 2024 para apoiar o nome de Boulos na disputa. "O PT já manifestou a intenção de apoiar Boulos a prefeito em 2024. Isso segue em nosso radar", diz ele.

Na entrevista em que anunciou que seria candidato a deputado federal, Boulos pregou a união da esquerda, a necessidade de que forças que ele define como progressistas atuem para ampliar a bancada no Congresso Nacional —e sinalizou que defenderá que o PSOL apoie o petista ao governo de SP.

"O Haddad é hoje o candidato que está melhor posicionado dentro do campo progressista", disse o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Sobre a possibilidade de o PT apoiá-lo em 2024 para prefeito, ele respondeu: "Nós [PSOL] fomos ao segundo turno [das eleições municipais] em 2020, quando ninguém acreditava nisso. Fizemos uma bela campanha, que mobilizou muita esperança na cidade. Eu espero que o campo progressista tenha a compreensão da unidade necessária para que a gente possa vencer a eleição na maior cidade do país em 2024. Mas o meu foco agora é na batalha deste ano".

Ele disse ainda que uma de suas metas é impedir que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, seja de novo o candidato a deputado mais votado no estado. Segundo ele, é preciso derrotar Bolsonaro "e derrotar o seu filhote na eleição para deputado".