|
  • Bitcoin 104.905
  • Dólar 5,3105
  • Euro 5,5500
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 04/03/2022, 11:26

Governo ressalta recuperação do PIB a níveis pré-pandemia

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 04 de março de 2022

FÁBIO PUPO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Ministério da Economia afirmou nesta sexta-feira (4) que o país recuperou o nível de atividade observado antes da pandemia de Covid-19, mostrando uma retomada em V. Apesar disso, a pasta disse que é necessário monitorar o que chamou de cenário internacional adverso.

Mais cedo, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro cresceu 4,6% em 2021, após um tombo de 3,9% provocado pela pandemia em 2020.

"Os dados confirmam a recuperação em V tal como constantemente alertado pelo ministro Paulo Guedes [Economia]. Isso mostra, uma vez mais, o acerto da nossa política econômica nesse período", afirmou Adolfo Sachsida, chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos do ministério.

A pasta comemorou o resultado mesmo ele tendo ficado abaixo da previsão oficial feita pelo governo, que era de 5,1%. O ministério calcula que o PIB acumulado de dois anos é o segundo maior do G7, ficando abaixo apenas dos Estados Unidos.

O resultado gera um carregamento estatístico de 0,3% para o PIB de 2022, segundo o ministério. Além disso, a pasta considera que há fatores positivos para 2022 --como a continuidade da retomada do mercado de trabalho.

Apesar disso, a pasta afirma que é necessário monitorar a evolução do cenário internacional em virtude da guerra na Ucrânia. Daqui a duas semanas, o ministério vai divulgar suas novas projeções para 2022 (hoje, é esperado um crescimento de 2,1% para este ano)

A Secretaria de Política Econômica afirma que, com o cenário internacional adverso, cabe ao Brasil mostrar que é um porto seguro para os investimentos privados. Para isso, defende manter a agenda de reformas e fortalecer o mercado de capitais e de crédito.

"Queremos mostrar ao mundo que estamos alinhados às democracias internacionais e que o Brasil é um porto seguro para o investimento nesse momento", disse Sachsida.

Mais informações em breve.