|
  • Bitcoin 125.848
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 11/03/2022, 10:38

Frias diz que Museu do Ipiranga será entregue pelo governo federal, em nova disputa com Doria

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 11 de março de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em novo lance da disputa política com o governo de São Paulo pela restauração do Museu do Ipiranga, o secretário especial da Cultura de Jair Bolsonaro, Mário Frias, afirmou nesta quinta (10) que a obra será entregue em setembro "pelo governo federal".

A reforma do museu está sendo feita para marcar os 200 anos da Independência.

"A comemoração do Bicentenário é um evento de todos os brasileiros, e iremos levá-la para cada um de vocês. Vamos celebrar em alto nível essa data tão importante para nossa nação", disse Frias, em um site do governo federal.

O governo de São Paulo afirma que Bolsonaro tenta se apropriar da obra, que vem sendo tocada desde 2019 com recursos públicos e privados, muitos dos quais levantados por João Doria (PSDB).

Em setembro do ano passado, Doria anunciou em uma rede social a previsão de reabertura do museu, registrando que a obra vem sendo feita totalmente com patrocínio do setor privado.

Na ocasião, a postagem gerou reação de Frias, que chamou o tucano de "farsa patética" e ameaçou puni-lo caso ele tente inaugurar o local "sem sua permissão".

O secretário afirma que os recursos foram obtidos graças à Lei Rouanet, com R$ 84 milhões captados.

Conforme noticiou a coluna Mônica Bergamo, um decreto de julho de 2021 determina que inaugurações de obras custeadas por meio deste mecanismo tenham de passar pelo crivo federal. O governo de São Paulo afirma que o decreto é ilegal e fere o pacto federativo.

O governo federal vem sendo acusado de negligenciar as comemorações do Bicentenário, inclusive por aliados do presidente Bolsonaro. Há críticas sobre falta de planejamento e atraso no cronograma de eventos.