|
  • Bitcoin 103.059
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 20/01/2022, 21:51

Forte chuva alaga vias e provoca queda de árvores em São Paulo (1)

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

ALFREDO HENRIQUE E WESLEY FARAÓ KLIMPEL
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP, E CAMPO GRANDE, MS (FOLHAPRESS) - A forte chuva registrada nesta quinta-feira (20) na capital paulista e na região metropolitana resultou em alagamentos e queda de árvores, assim como ocorreu na quarta (19).

Na capital, até as 18h30 desta quinta, houve 131 quedas de árvores, segundo o Corpo de Bombeiros, e as áreas mais atingidas foram o centro e as zonas oeste e sul.

A corporação também registrou 14 desmoronamentos, principalmente no centro da capital e em Osasco.

A cidade da Grande São Paulo também foi uma das mais atingidas em relação a pontos de enchente, além das zonas leste e sul da capital. Ao todo, os bombeiros identificaram 73 locais com esse problema.

Uma forte chuva começou a cair no fim da tarde desta quinta-feira (20) na capital paulista e região metropolitana, causando alagamentos - Reprodução/Band

Ao todo, as vias da cidade acumularam 21 pontos de alagamento, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da prefeitura.

Até as 21h, dois seguiam ativos, ambos intransitáveis: um deles na avenida Doutor Gastão Vidigal e outro na avenida Vinte e Três de Maio.

Segundo boletins do CGE, o estado de atenção para alagamentos começou às 15h30 para toda a cidade e, às 18h40, já não havia mais perigo. Houve registro de queda de granizo em ao menos três pontos da cidade: Pirituba, Itaquera e Vila Leopoldina.

De acordo com meteorologistas do CGE, as próximas horas seguem sem previsão de chuvas significativas.

A força da chuva desta tarde também fez com que os bombeiros interrompessem as buscas pelo corpo de um homem de 55 anos, que desapareceu na tarde de quarta, após parte de sua casa ruir por causa da forte precipitação em Perus, na zona norte de São Paulo. Ele foi arrastado pela enxurrada.

Na quarta, a chuva já havia impactado a rotina de moradores da cidade. Na Vila Leopoldina, na zona oeste, a energia elétrica ficou sem ser distribuída por mais de 15 horas.

O Corpo de Bombeiros registrou, nesta quarta, 93 chamados para quedas de árvores, além do desabamento do teto de uma casa no Capão Redondo, na zona sul da capital. Um homem de 59 anos fraturou o punho.

TRÂNSITO NA RODOVIA

​No fim da tarde desta quinta, a rodovia Régis Bittencourt, na região de Embu das Artes, ficou interditada por quase meia hora.

Segundo a Arteris, que administra a rodovia, todas as pistas ficaram completamente tomadas pela água na altura do km 277, sentido Curitiba (PR), provocando cerca de quatro quilômetros de congestionamento.

Ainda na região de Embu das Artes, na altura do km 283, sentido capital, uma das faixas ficou alagada, também por cerca de meia hora. Isso provocou lentidão de quatro quilômetros.

O trânsito voltou a fluir nos trechos, ainda segundo a concessionário, por volta das 17h.