|
  • Bitcoin 151.008
  • Dólar 5,0617
  • Euro 5,2708
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 22/03/2022, 12:27

Filho de 'rei da Pornochanchada', ator lamenta falta de patrocínio por ser bolsonarista

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 22 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - David Cardoso Júnior, 51, filho do "rei da Pornochanchada" David Cardoso, 78, publicou um vídeo em seu Instagram nesta terça-feira (22) lamentando o fato de não conseguir patrocinadores por ser declaradamente bolsonarista.

"É inacreditável como eu sou um artista que consigo ainda fazer minhas coisas, meus shows. Mas toda vez é: 'Ah, David, não consegui um patrocínio porque a pessoa não quere a sua imagem ligada, porque você é Bolsonaro", relatou.

"Sabe o que é engraçado? A empresa bolsonarista, onde os donos são bolsonaristas, mas eles não querem vincular a minha imagem. Eu entendo, tudo bem. Quer dizer, entendo mas não entendo".

Cardoso Jr. chegou a abrir o vídeo dizendo que "se a população ficar quieta, acabou". "Para mim, isso aqui já acabou. Para mim já não tem mais solução", declarou. "Só tem uma solução, que é através do nosso voto e da nossa palavra", acrescentou, dizendo que essa opinião sua era "quase uma verdade absoluta".

"Eles vão acabar com a gente. Se a esquerda entrar, eles nunca mais saem", acrescentou. "O Bolsonaro tem que ganhar, ficar 4 anos, e depois se Deus quiser vai entrar o ministro Tarcísio como presidente e vai ficar 8 anos. Aí simo Brasil terá um rumo correto".

O ator afirmou que a população estaria sendo "mandada" a usar máscara, fechar o comércio e proibir filhos de ir para a escola. "Eles mandam na nossa vida e a gente não faz nada", disse. "Eu fui vítima dessa doença maldita mas nunca me calei e não vou me calar".

"Vocês sabem quem são os vilões [...] Sabem o que o PT é capaz de fazer, o que o nove dedos é capaz de fazer. [...] E nós estamos calados", acrescentou, prevendo um futuro "igual ao da Venezuela ou de Cuba".

Ao final, ele acrescentou que não tem força para fazer um movimento sozinho, uma vez que não tem "alcance", e pediu: "Se você não quer patrocinar o meu show, não quer que eu faça show na sua casa porque você é do PT, [...] eu não ligo. Estou preocupado com o futuro do meu país e da milha filha", disse. "Acordem. Tem que ser a base da porrada, que eu digo [quero dizer], gritando".