|
  • Bitcoin 119.031
  • Dólar 5,1624
  • Euro 5,2546
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 09/03/2022, 10:35

Felipe Neto diz que duvida da capacidade mental de Laís do BBB 22

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 09 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O empresário e influenciador Felipe Neto, 34, voltou a polemizar sobre o Big Brother Brasil 22 (Globo). Agora, ele disse não acreditar que Laís seja uma pessoa muito inteligente.

"Pera, a Laís é médica?", começou ele antes de elaborar o raciocínio. "Já passou da hora da gente acabar com o estereótipo de que todo médico é inteligente e referência na sociedade", disparou.

Neto acabou apagando as postagens, mas os prints foram feitos e divulgados nas redes sociais. Porém, essa não é a primeira vez que ele declara torcida contra alguém.

Ele estava entre as celebridades que criticaram o argumento que Jade Picon utilizou em sua defesa para permanência na casa do BBB 22. A influenciadora, que agora foi eliminada em Paredão com Arthur Aguiar e Jessilane, disse em seu discurso que, se vencesse o jogo, doaria o prêmio recebido.

"Eu quero muito ficar. Essa está sendo a melhor experiência da minha vida de longe. [...] Me joguei, tenho enfrentado tudo com muita coragem, tenho sido muito coerente com meu jogo, sem medo de nada. Seria, maior que tudo, um sonho para mim, poder usar toda essa minha experiencia como um veículo para ajudar milhares de pessoas ganhando o prêmio e doando R$ 1,5 milhão para cinco instituições diferentes brasileiras", disse ela.

Indignado com a defesa da participante, Felipe Neto publicou um vídeo em seu perfil no Instagram dizendo ser "Fora Jade" e que "caridade como moeda de troca para ganhar um programa é inaceitável".

"Eu era do time que tava assim, na terceira via. Mas depois do discurso de 30 segundos da Jade, para mim é impossível não ser Fora Jade. A questão é simples: não se usa caridade como moeda de troca. Ganha o programa. Ganha o programa, não avisa ninguém, e depois você doa, fala que doou se quiser para incentivar outras pessoas", diz ele no vídeo.

E continuou: "Agora, a partir do momento que você usa a caridade para ganhar um programa, onde você sabe que vai ganhar muito mais do que um R$ 1,5 com publicidade, é uma das coisas mais baixas que já vi [...] Uma coisa é você falar que vai doar uma premiação antes de começar o programa. Outra coisa é você ter 30 segundos para se defender e usar isso como motivo para te deixarem na casa. Isso é usar caridade como moeda de troca".