|
  • Bitcoin 144.683
  • Dólar 4,9690
  • Euro 5,2115
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 21/03/2022, 16:42

EUA alertam para risco de ataques cibernéticos da Rússia por sanções

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 21 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta segunda-feira (21) que há risco que a Rússia faça ataques cibernéticos contra o país em resposta às sanções pela guerra da Ucrânia, e pediu que empresas privadas reforcem a segurança tecnológica.

"Faremos tudo no nosso poder para defender a nação e responder aos ciberataques. Mas a realidade é que grande parte da infraestrutura essencial da nação é controlada e operada pelo setor privado, que deve agir para proteger os serviços críticos dos quais todos os americanos dependem", disse ele em nota publicada no site da Casa Branca.

Em maio do ano passado, hackers invadiram o sistema do maior oleoduto norte-americano e forçaram a interrupção do serviço por dias, causando escassez em postos de gasolina em vários pontos do país. A companhia pagou quase US$ 5 milhões em criptomoedas para reaver o controle. A inteligência dos EUA acredita que o ataque seja de origem russa.

Os Estados Unidos impuseram uma série de sanções contra a Rússia pela guerra na Ucrânia, que completou 26 dias nesta segunda-feira. Entre elas, a proibição de importação de petróleo, gás e energia do país do leste europeu, além de medidas que visam atingir empresários bilionários que apoiam o governo de Vladimir Putin.

Mais cedo, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia convocou o embaixador norte-americano em Moscou, e disse que a relação entre os dois países está "à beira de uma ruptura".