|
  • Bitcoin 146.159
  • Dólar 4,7976
  • Euro 5,1185
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 27/03/2022, 14:27

Defesa de Lula estuda recorrer ao TSE contra decisão sobre Lollapalooza

PUBLICAÇÃO
domingo, 27 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estuda recorrer ao TSE contra a decisão do ministro Raul Araújo, que classificou como propaganda eleitoral as manifestações políticas das cantoras Pabllo Vittar e Marina no Lollapalooza.

Araújo também determinou multa de R$ 50 mil para a organização do festival se houver outras declarações de cunho político.

"Eu e Eugênio [Aragão] estamos estudando interpor um recurso com o questionamento de que não se pode confundir campanha antecipada com liberdade de expressão", afirmou o advogado de Lula Cristiano Zanin Martins ao Painel.

O advogado Marco Aurélio de Carvalho, do grupo Prerrogativas, avalia que o presidente Jair Bolsonaro (PL) errou ao ir ao TSE e diz que a decisão pode criar "precedente gravíssimo".

"É um precedente gravíssimo contra a liberdade de expressão. Só a tentativa de obter uma decisão com esse teor já é uma grave demonstração do caráter autoritário com que Jair Bolsonaro pretende atuar nos tribunais", diz.

Carvalho também aponta que a decisão do ministro do TSE seria inexequível já que o festival termina neste domingo (28).

A decisão do ministro do TSE acata parcialmente um pedido da campanha de Bolsonaro, do PL, realizado na manhã de sábado (26). De acordo com a representação, na noite desta sexta-feira, durante as primeiras apresentações, artistas como Pabllo Vittar e Marina se manifestaram politicamente contra Bolsonaro e a favor de seu principal adversário, com ampla repercussão na mídia.