CPI aprova quebra de sigilo de Pazuello, Ernesto e integrantes do 'gabinete paralelo'


RENATO MACHADO
RENATO MACHADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os senadores da CPI da Covid aprovaram nesta quinta-feira (10) a quebra de sigilo telefônico e telemático dos ex-ministros Eduardo Pazuello (Saúde) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e de integrantes do chamado "gabinete paralelo".

Em relação ao "gabinete paralelo", foram aprovadas as quebras de sigilo do médico Paolo Zanotto, do empresário bilionário Carlos Wizard, do assessor internacional da Presidência, Filipe Martins e de Luciano Dias Azevedo —que foi apontado em depoimentos como o autor da minuta de decreto para alterar a bula da hidroxicloroquina.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo