Ciro Nogueira deve antecipar volta do México para aceitar convite de Bolsonaro


MÔNICA BERGAMO
MÔNICA BERGAMO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O senador Ciro Nogueira (PP-PI) decidiu antecipar a volta ao Brasil para conversar com Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o convite para assumir a Casa Civil e passar a comandar a coordenação política do governo.

Ciro está na praia de Los Cabos, no México, passando férias com a família. Ele só retornaria ao país em duas semanas, mas remarcou a passagem para se encontrar com Bolsonaro em Brasília na segunda (26).

Na segunda passada (19), ele recebeu um telefonema do presidente, que o convidou a assumir o cargo.

O senador pode agregar não só um maior apoio político, especialmente do centrão, a Bolsonaro como deve também tentar melhorar a relação do presidente com empresários e formadores de opinião, com quem mantém diálogo.

Integrante da CPI da Covid, o senador tem um perfil de atuação discreto e mais voltado aos bastidores. Raramente foi visto dando declarações enfáticas em defesa do governo na comissão. Mas, em conversas com empresários, sempre garantiu que a CPI não trará maiores consequências para Bolsonaro.

Apesar de eventual desgaste, ela não teria como resultar em impeachment, já que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), está determinado a barrar qualquer pedido de impedimento do presidente da República.

Lira também é do PP, legenda à qual Ciro Nogueira é filiado.

Caso a indicação seja confirmada, Ciro Nogueira passará a integrar o governo em um momento delicado para Bolsonaro, que vê seus índices de aprovação caírem e enfrenta as investigações da CPI da Covid.

O senador deverá ocupar o lugar do general Luiz Eduardo Ramos, que deve ser remanejado para outro cargo.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo