|
  • Bitcoin 124.925
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 26/02/2022, 14:02

Ciro Nogueira critica Lula e diz que Brasil deve se preocupar com cidade de Urânia (SP)

PUBLICAÇÃO
sábado, 26 de fevereiro de 2022

JOSÉ MARQUES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em reação a uma crítica do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) à Rússia, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou neste sábado (27) que politizar o tema da guerra da Ucrânia no Brasil é oportunista.

Também disse que devemos nos preocupar com Urânia, um município de 9.000 habitantes em São Paulo.

"A preocupação com a Ucrânia une toda a humanidade. Mas a politização no Brasil do tema é oportunista", disse o ministro nas redes sociais, ao compartilhar uma notícia na qual Lula diz que Bolsonaro deveria ir à Ucrânia para resolver a paz.

"Vamos nos preocupar com a Urânia, um dos quase 70% dos municípios brasileiros com menos de 20.000 habitantes que precisam de políticas públicas do Brasil para os brasileiros?", acrescentou o ministro.

"O Brasil já se posicionou perante o mundo. O que temos de fazer, na política interna do Brasil, é resolver os problemas brasileiros e não usar ironias estudantis para atacar o presidente Bolsonaro."

Bolsonaro tem sido cobrado por integrantes do mundo político e por comentários em redes sociais a condenar os ataques dos russos, já que ele esteve no último dia 16 com Vladimir Putin em Moscou.

Seus prováveis adversários na disputa pela Presidência da República neste ano têm criticado tanto a guerra quanto a neutralidade que Bolsonaro tem adotado até o momento.

Ciro Nogueira tem dito que o foco do governo é resgatar os brasileiros que ainda estão na Ucrânia. "Nosso foco é proteger os brasileiros e tirá-los de lá o mais rápido possível", afirmou.

Além disso, segundo interlocutores do Planalto, Bolsonaro resiste em condenar diretamente a Rússia, para evitar impacto na importação de fertilizantes. 62% das importações brasileiras da Rússia são desse produto.

Ciro Nogueira, atualmente ministro de Bolsonaro, é presidente nacional licenciado do PP e foi aliado político tanto de Lula quanto da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Além de Lula, outros pré-candidatos à Presidência da República também têm feito críticas ao governo pelas atitudes tomadas em relação à ação de Putin.

Ciro Gomes (PDT) classificou o governo como "frágil, despreparado e perdido".

Já Sergio Moro disse que "o conflito entre Estados Unidos, União Europeia e Rússia, com esta invadindo a Ucrânia para subjugar a liberdade de um povo, Bolsonaro optou por apoiar a Rússia, sob os aplausos do PT. Precisamos mudar isso e alinhar o Brasil ao lado da liberdade e das democracias".