|
  • Bitcoin 105.105
  • Dólar 5,3305
  • Euro 5,5711
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 19/01/2022, 17:52

Chuva causa queda de árvores, desabamento e alagamentos em São Paulo

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 19 de janeiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A chuva desta quarta-feira (19) provocou estragos na capital paulista e na Grande São Paulo. O Corpo de Bombeiros registrou 46 chamados para quedas de árvores entre a meia-noite e as 16h30, além do desabamento do teto de uma casa no Capão Redondo, na zona sul da capital. Um homem de 59 anos fraturou o punho.

Também foram registrados nove chamados para deslizamentos ou desmoronamentos e 14 para enchentes. Houve o transbordamento do córrego Perus, e o registro de alagamentos e transbordamentos no Jardim Vista Alegre, região da Brasilândia, e em Pirituba, todos na zona norte da capital. Carros ficaram praticamente submersos. Uma pessoa acabou ilhada dentro dentro de um veículo, segundo os bombeiros.

Durante toda a terça-feira (18), os bombeiros disseram ter recebido 88 chamados para queda de árvores, nove para deslizamentos ou desmoronamentos e 14 para enchentes. A maioria das ocorrências foi na zona norte de capital.

Toda a cidade de São Paulo foi posta em estado de atenção para alagamentos por volta das 14h50 desta quarta (19) pelo CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da Prefeitura de São Paulo.

Por volta das 16h, havia quatro pontos ativos intransitáveis, sendo que dois deles eram no centro da cidade, na região do vale do Anhangabaú.

Segundo o órgão municipal, foi registrada chuva de granizo na região da Penha, na zona leste --na terça (18) ocorreu o mesmo na zona norte da capital.

Por volta de 15h15, rajadas de ventos de até 61 km/h foram registradas no aeroporto do Campo de Marte, em Santana, na zona norte.

De acordo com os meteorologistas do CGE, a quinta (20) será mais um dia típico de verão, com muito sol e temperaturas elevadas.

"Entre o meio da tarde e o início da noite, a combinação de calor e entrada da brisa marítima forma nuvens carregadas que provocam chuva em forma de pancadas isoladas com até forte intensidade", diz o centro de gerenciamento. Os termômetros devem oscilar entre a mínima de 19°C e a máxima de 32°C.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a capital teve nesta terça (18) o dia mais quente deste verão. A temperatura máxima atingiu 33,4ºC no meio da tarde. Foi a maior desde o último dia 12 de dezembro do ano passado, que registrou 33,7°C.

Conforme o instituto, calor e chuva devem seguir até o domingo (23) na capital paulista.