|
  • Bitcoin 140.232
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1225
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 02/03/2022, 18:00

Capital paulista registra déficit de 66% nas chuvas em fevereiro

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 02 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O mês de fevereiro registrou déficit de chuvas de 66% na capital paulista, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). O acumulado médio de precipitação na cidade foi de 75,1mm, o que corresponde a apenas 34% da média do mês, que é de 220,8mm.

Em fevereiro, o CGE registrou 18 dias com chuva, sendo que a média para o mês é de 21 dias chuvosos em São Paulo. Com isso, a cidade teve o segundo fevereiro mais seco da série histórica do CGE desde 1995, quando a precipitação registrada foi de 64,0mm. As informações são da Agência Brasil.

Os registros do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também mostram que a precipitação acumulada medida em São Paulo ficou abaixo do esperado para o período ao chegar em 69,2 mm. Com esse número as chuvas ficaram 177 mm abaixo da referência da Normal Climatológica (1981-2010). Isso significa menos 70 % de chuvas no período e que este foi o fevereiro menos chuvoso em 38 anos e o segundo menor do registro histórico desde 1943, perdendo apenas para o ano de 1984, quando registrou-se 32,5 mm.

Segundo o Inmet, o maior volume de chuva em 24 horas foi de 13 mm, totalizada na manhã do dia 23. Foram nove dias com registro de precipitação acima ou igual a 1 mm, valor abaixo da climatologia, de aproximadamente 15 dias. As temperaturas tiveram média de 29,2º C, com as máximas fechando o mês acima da Normal Climatológica, que é de 28,8º C. A máxima temperatura do mês foi de 32,9º C, registrada na tarde do último dia do mês. As temperaturas mínimas fecharam o mês com média de 19,5ºC, valor igual ao da Normal Climatológica. A temperatura mínima foi de 16,5ºC no dia 10.

PREVISÃO DO TEMPO

De acordo com o CGE, a cidade de São Paulo terminou a manhã desta quarta (2) com céu claro, sensação de calor, sem chuva e os termômetros marcando 29°C. A máxima pode chegar aos 32°C. A umidade relativa do ar oscila em torno de 55%. Nas horas mais quentes do dia, o valor pode marcar até 35%.

“Não há chuvas na cidade, porém, entre o meio da tarde e o início da noite, o calor e a entrada da brisa marítima geram áreas de instabilidade que provocam chuvas isoladas e de curta duração. As precipitações podem vir acompanhadas de rajadas de vento e trovoadas”, diz o CGE.

A quinta-feira (3) terá predomínio de sol e temperatura em elevação. Entre o fim da tarde e o início da noite, a combinação de calor e umidade formam áreas de instabilidade que provocam chuva em forma de pancadas isoladas com intensidade moderada a forte, com potencial para formação de alagamentos. Os termômetros oscilam entre 20°C e 33°C.

Na sexta-feira (4) o dia começa com sol e calor e entre o meio da tarde e a noite, áreas de instabilidade devido à aproximação de uma frente fria provocam pancadas de chuva de moderada a forte intensidade. Podem ocorrer rajadas de vento, descargas elétricas e formação de alagamentos.