|
  • Bitcoin 137.779
  • Dólar 4,7311
  • Euro 5,0812
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 25/02/2022, 23:21

Brasil e EUA estão unidos à Ucrânia pelo fim dos ataques russos, diz Blinken

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O secretário de Estado americano, Antony Blinken, escreveu em seu perfil no Twitter que falou nesta sexta-feira (25) com o chanceler brasileiro Carlos França, e que os dois países estão unidos pelo "fim imediato" da invasão russa da Ucrânia.

"Falei hoje com o ministro das Relações Exteriores brasileiro Carlos França. Os Estados Unidos e o Brasil estão unidos à Ucrânia e países ao redor do mundo para pedir o fim imediato dos ataques russos", escreveu.

A publicação foi feita depois que o representante brasileiro no Conselho de Segurança da ONU votou a favor da resolução proposta pelos EUA e pela Albânia de condenar a invasão russa da Ucrânia e exigir o fim do uso da força em território ucraniano. A Rússia, que tem poder de veto no conselho, impediu a aprovação da medida.

Até a reunião desta sexta, o Brasil vinha sendo cobrado pelos EUA por um posicionamento claro contra a agressão russa ao território ucraniano. O presidente Jair Bolsonaro ainda não se pronunciou sobre o assunto, desautorizou o vice-presidente Hamilton Mourão por ter criticado a Rússia, e em visita recente a Vladimir Putin, declarou ser "solidário" à Rússia.

Mais cedo, o Itamaraty publicou no Twitter sobre a conversa. "Os ministros discutiram o que é possível fazer para encerrar as operações militares em curso, restaurar a paz e impedir que a população civil continue a sofrer as consequências do conflito", diz a publicação.