|
  • Bitcoin 234.135
  • Dólar 5,5204
  • Euro 6,2669
Londrina

Últimas Notícias 5m de leitura Atualizado em 18/11/2021, 18:53

Bolsa renova pior marca em um ano e dólar volta a subir

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 18 de novembro de 2021


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolsa de Valores brasileira renovou nesta quinta-feira (18) a sua pior marca em pouco mais de um ano.

O Ibovespa, índice de referência do mercado acionário do país, caiu 0,51%, a 102.426 pontos. Essa é a pior pontuação desde 6 de novembro de 2020, quando a Bolsa fechou em 100.925 pontos.

Na véspera, o Ibovespa já tinha atingido a pior marca desde 12 de novembro de 2020.

O dólar subiu 0,77%, a R$ 5,5690. A moeda americana teve a quarta alta consecutiva e, desde a última quinta (11), já avançou 3,05%.

O motivo da queda da Bolsa e da alta do dólar é o mesmo há dias: o mercado teme o prolongamento das discussões sobre a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios. A proposta depende da aprovação do Senado que, caso decida alterar o texto, precisará devolver o projeto para um novo debate na Câmara.

A PEC, que autoriza o presidente de Jair Bolsonaro (sem partido) a furar o teto de gastos e a dar um calote nas dívidas judiciais da União em 2022, é tolerada pelo mercado como uma saída para que o governo consiga pagar o Auxílio Brasil e, assim, possa fechar o Orçamento do próximo ano.

"A reação ruim não é sobre um questionamento técnico da proposta, mas pelo fato de que você prolonga o período de incerteza", diz Camila Abdelmalack, economista-chefe da Veedha Investimentos.

O mercado acionário do país também foi prejudicado nesta quinta pelo desempenho ruim do setor de commodities.

Mineradoras e siderúrgicas se destacaram de forma negativa devido à queda no preço do minério de ferro, que foi provocada pelo aumento dos estoques do produto nos portos chineses devido à baixa demanda do país, segundo nota a Ativa Investimentos.

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM