|
  • Bitcoin 120.221
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 15:14

BC libera consulta e diferentes caminhos para transferência de valores esquecidos

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 07 de março de 2022

ANA LUIZA TIEGHI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No primeiro dia de liberação dos Valores a Receber do Banco Central, os brasileiros encontram caminhos diferentes para concluir a transferência, que variam de acordo com a instituição onde o dinheiro está esquecido. O período para consulta e transferência dos R$ 4 bilhões esquecidos começou nesta segunda (7), para nascidos antes de 1968. São 28 milhões de pessoas físicas e empresas que poderão pedir o encaminhamento dos valores para suas contas bancárias.

Na hora de concluir a transferência, há casos em que o pedido é feito diretamente pelo sistema; em outros, é preciso enviar um email ou ainda entrar em contato no número de telefone informado dentro do cadastro oficial. Cada transferência terá que ser pedida separadamente e aparecerá, ao lado de cada valor, a forma de contato para solicitar o dinheiro. O Banco Central alerta para golpes e para o cidadão não fornecer senhas ou fazer pagamentos para receber os valores.

O primeiro passo é acessar o site valoresareceber.bcb.gov.br e, depois, fazer o login gov.br com nível prata ou ouro. O Banco Central mostrará, então, o valor disponível em cada instituição e o motivo da devolução.

Em uma consulta à qual a reportagem teve acesso, o cidadão tinha R$ 43,57 em um consórcio feito em um banco e R$ 0,31 em uma empresa de consórcios. Para um dos valores, ele informou a chave Pix, o número de telefone e o email. Foi gerado, então, um protocolo. Já para a outra transferência foi necessário enviar um email para a instituição.

Cidadãos que não têm chave Pix também podem pedir a transferência dos valores. Nesses casos, após concluir o pedido de transferência pelo sistema, a instituição entrará em contato, segundo o Banco Central.

*

CALENDÁRIO DE LIBERAÇÕES DAS TRANSFERÊNCIAS

Nessas datas quem tem dinheiro a receber saberá quanto poderá sacar

Data de nascimento (pessoa física) ou de criação da empresa - Período de agendamento (consulta e resgate) - Data de repescagem (para quem perder a data agendada)

Antes de 1968 - 7 a 11/3 - 12/mar

Entre 1968 e 1983 - 14 a 18/3 - 19/mar

Após 1983 - 21 a 25/3 - 26/mar

PASSO A PASSO PARA SOLICITAR A TRANSFERÊNCIA DO DINHEIRO

1 - Acesse o site valoresareceber.bcb.gov.br e, no passo 1, clique para fazer a consulta para saber se há valores a serem recebidos

2 - A seguir, informe o CPF e data de nascimento, no caso das pessoas físicas, ou o CNPJ e a data de fundação, para as empresas; o sistema vai mostrar se há valores a serem recebidos e em qual momento eles podem ser consultados. Se o valor já estiver disponibilizado, aparecerá o botão "acessar meus valores a receber"

3 - O usuário será direcionado, então, para a página do sistema gov.br, na qual deve fazer seu login, com CPF e senha.

Somente usuários com níveis de segurança prata e ouro poderão efetuar a transferência dos valores.

4 - No sistema, o usuário encontrará as instituições nas quais tem valores retidos, qual é o montante e a que ele se refere; nessa mesma página, poderá clicar para solicitar a transferência pelo próprio sistema ("Solicitar por aqui"), caso a instituição permita, ou encontrar um link para pedir o valor diretamente para a empresa ("Solicitar via instituição")

5 - Ao clicar em "Solicitar por aqui", o usuário deverá preencher uma ficha com sua chave Pix, telefone e email; O valor será depositado em até 12 dias úteis, na conta ligada à chave

Se não tiver chave Pix, o usuário será contatado pela instituição financeira, para efetuar a transferência por TED ou DOC. Nesse caso, o prazo para recebimento varia conforme a instituição.

Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), não serão cobradas tarifas para que os beneficiários recebam os valores das instituições por meio de Pix, DOC ou TED.

6 - Ao final do processo, o usuário receberá um protocolo numérico sobre a solicitação de transferência. O Banco Central ressalta que o usuário não deve fornecer senhas ou fazer pagamentos para receber o valor.

7 - Ao clicar em "Solicitar via instituição", o usuário vai encontrar um email ou telefone para entrar em contato com o banco e pedir a transferência.

COMO CRIAR AS CHAVES PIX?

Se não tiver uma chave Pix e desejar criá-la, o cliente pessoa física ou jurídica deve acessar o aplicativo dos bancos nos quais tem conta, entrar na seção sobre o Pix e escolher entre quatro tipos de chave para se registrar. São elas:

- CPF/CNPJ

- Email

- Número de celular

- Chave aleatória (conjunto de números, letras e símbolos gerados aleatoriamente), chamada de EVP (Endereço Virtual de Pagamento)

Uma conta pode ter várias chaves associadas a ela, mas cada chave só funciona para uma determinada conta.