BBB: Juliette e Gil caem, mas continuam expressivos na web após 4 meses


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quatro meses após o término do Big Brother Brasil 21, Juliette Freire, 31, e Gilberto Nogueira, 30, continuam em alta, ao contrário de muitos de seus colegas. Seus rostos e vozes --esse último no caso de Juliette-- estão o tempo todo na TV, no streaming e na internet.

Nas redes sociais, os dois, que se tornaram fenômenos na época do reality, registraram algumas quedas no engajamento, o que já era esperado. Mas ainda assim se mantêm com números expressivos, graças a seus projetos que nunca param. Gil virou apresentador e garoto-propaganda, enquanto Juliette gravou um EP, ganhou um documentário e também tem estrelado campanhas publicitárias.

O perfil de Juliette, por exemplo, começou tímido, com 8,5 milhões de interações (soma de curtidas, comentários e compartilhamentos) no Instagram no mês de janeiro, início do BBB. Mas depois, foi só ladeira acima. Foram 88,5 milhões em fevereiro, 146 milhões em março, 212 milhões em abril e impressionantes 254 milhões em maio, mês em que terminou o programa.

O auge uma hora acaba e isso vale inclusive para fenômenos das redes sociais como Juliette, que venceu o reality da Globo e abocanhou o prêmio de R$ 1,5 milhões. Em junho foram "apenas" 114 milhões de interações, menos da metade do mês anterior. E o número segue em queda: 87 milhões em julho e 64 milhões em agosto.

O mesmo fenômeno acontece com Gil, que demorou um pouco mais para engrenar. Em janeiro foram 432 mil interações, 3,7 milhões em fevereiro e 2,2 milhões em março. Em abril ele ganhou força e disparou com 17 milhões de interações. Maio foi o ápice com 60 milhões de curtidas, comentários e compartilhamentos. E então o declínio: 21 milhões em junho, 14 milhões em julho e 9,6 milhões em agosto.

Apesar de quedas expressivas, os números são esperados: nenhum fenômeno dura para sempre. E ainda são dados superlativos. 64 milhões para Juliette e 9,6 milhões para Gil são para poucos. Por exemplo, Cleo, filha de artista, atriz da Globo e há anos uma celebridade, acumulou 9 milhões de interações em agosto, quase empatando com Gil.

Já em seguidores, ambos seguem crescendo, embora a taxas bem menores. Antes do BBB, Gil tinha 10 mil seguidores. No caso de Juliette, só é possível ver os dados a partir de 23 de janeiro, quando ela já contava com 151 mil seguidores. E aí vem o boom.

Em 28 de fevereiro, Juliette já tinha 11 milhões. Terminou março com 17 milhões, foi para 22 milhões em abril, 30 milhões em maio. Desde então, três meses se passaram, e ela está com 32,6 milhões de seguidores.

Gil está ainda mais estagnado. Ele encerrou janeiro com 837 mil, disparou em fevereiro com 6,7 milhões, caiu em março para 6,6 milhões, subiu para 8,9 milhões em abril e terminou maio com 14 milhões cravados. Em 31 de agosto ele ainda está na casa dos 14 milhões, mas agora com 14,6 milhões de seguidores.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo