|
  • Bitcoin 125.206
  • Dólar 5,1420
  • Euro 5,3127
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 10/03/2022, 18:11

Bairro na periferia da Zona Sul será o primeiro a receber novas antenas de telefonia em SP

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 10 de março de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O bairro de Vargem Grande, localizado em Parelheiros, na zona sul de São Paulo, será o primeiro a receber novas antenas de telefonia após a aprovação da Lei das Antenas, em dezembro do ano passado.

Localizado dentro de uma cratera de meteoro, o bairro é um dos mais críticos da cidade em relação à telefonia.

"Já houve até mortes porque as pessoas não conseguiram ligar para a emergência", diz Milton Leite (União Brasil-SP), presidente da Câmara Municipal, que sugeriu a escolha do bairro durante reunião com a Prefeitura de São Paulo e as empresas de telecomunicação nesta quinta-feira (10). Leite tem atuação concentrada na Zona Sul da capital.

Um acordo firmado entre Prefeitura de São Paulo, Câmara Municipal e empresas de telecomunicação definiu que elas terão que instalar 286 antenas ao longo de 12 meses em regiões periféricas da capital que sofrem com a falta de sinal de telefonia.

A capital paulista tem aproximadamente 7.600 antenas atualmente.

A instalação dessas antenas em áreas periféricas foi definida no ano passado como contrapartida à aprovação da Lei das Antenas, que simplifica o processo de instalação das estruturas.

A lei foi criada para estabelecer as diretrizes para instalação da infraestrutura necessária para as redes de 5G e ampliar a conectividade na capital.

Ela simplifica o licenciamento das ERBs (estações rádio-base), ERBs móvel (estações rádio-base móvel) e mini ERBs (estações rádio-base de pequeno porte) usadas para transmissão do sinal de telefonia móvel e de internet móvel 3G e 4G e, especialmente, para a futura implementação do 5G.

As redes de 5G exigem de cinco a dez vezes mais antenas que o 4G, já que o sinal é mais "pesado" e as torres permitem um número menor de acessos simultâneos. Com sua chegada ao Brasil, portanto, espera-se a multiplicação de antenas. ​