|
  • Bitcoin 144.742
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1549
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 17/03/2022, 15:49

Atividade econômica cai 0,99% em janeiro, aponta BC (2)

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 17 de março de 2022

NATHALIA GARCIA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atividade econômica brasileira recuou 0,99% em janeiro, na comparação dessazonalizada com o mês anterior, de acordo com o indicador IBC-Br do Banco Central, divulgado nesta quinta-feira (17).

De dezembro de 2021 para janeiro, o índice de atividade calculado pelo BC passou de 139,86 pontos para 138,48 pontos na série livre de influências sazonais. Esse é o menor nível desde dezembro de 2020, quando o indicador estava em 138,18 pontos.

Na comparação com janeiro de 2021, de acordo com os dados do BC, o IBC-Br registrou estabilidade, com alta de 0,01%, no cálculo sem ajuste sazonal. No acumulado de 12 meses, a atividade econômica brasileira cresceu 4,73%.

O indicador foi divulgado em meio à desaceleração da economia, impactada pela elevação da inflação e da taxa básica de juros (Selic), que atingiu 11,75% ao ano em decisão do Copom nesta quarta (16).

O IBC-Br havia fechado o ano de 2021 com resultado mensal positivo, subindo 0,32% em dezembro (dado revisado, ante 0,33%). O recuo de janeiro foi o primeiro desde setembro do ano passado, segundo as informações atualizadas da autoridade monetária.

Os dados podem ser diferentes dos informados anteriormente porque a série passa por revisões frequentes. Os ajustes normalmente são residuais.

Na comparação trimestral dessazonalizada, considerando o período até janeiro, a economia brasileira cresceu 0,19% em relação aos três meses anteriores (de agosto a outubro).

O IBC-Br mede o ritmo da atividade econômica do país ao longo dos meses e leva em conta o desempenho dos principais setores da economia: indústria, agropecuária e serviços.

Divulgado desde março de 2010, o indicador foi criado para auxiliar em decisões de política monetária, considerando que não existe outro dado mensal de desempenho do setor produtivo.​

O resultado ficou aquém da expectativa do mercado. "O IBC-Br de janeiro reforça nossa avaliação de que o ritmo da atividade doméstica permanece fraco. Por outro lado, os dados divulgados precisam ser avaliados com cautela (sobretudo em relação ao carrego estatístico muito ruim deixado para o desempenho do indicador no primeiro trimestre de 2022)", disse Rodolfo Margato, economista da XP, em relatório. ​