|
  • Bitcoin 121.259
  • Dólar 5,0515
  • Euro 5,2137
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 08/03/2022, 17:12

Arthur do Val manda carta a deputados e diz que não concorrerá à reeleição

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 08 de março de 2022

JOELMIR TAVARES, ARTUR RODRIGUES E CAROLINA LINHARES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado estadual Arthur do Val (sem partido) enviou nesta terça-feira (8) carta a colegas na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) que não concorrerá mais à reeleição.

A carta tem o objetivo de evitar a cassação do mandato, o que acarretaria numa inegibilidade de oito anos.

Na carta, ele afirma que os o conteúdo dos áudios é "horrendo". No entanto, argumenta que há superdimensionamento dos fatos. "Quero deixar muitíssimo claro que não houve nenhum tipo de assédio. Foram palavras, palavras horrorosas, desrespeitosas e desprezíveis", afirmou.

"Estou repleto de problemas pessoais. Envergonhei minha mãe, minhas tias, minha sobrinha e perdi minha namorada. Dizem que os erros nos fazem aprender. Essa lição eu estou aprendendo do jeito mais doloroso possível", afirmou.

Arthur afirmou que tem jeito combativo, midiático e exagerado, mas que tenta não ser pessoa desagradável. "Nesta abertura de processo de cassação de meu mandato sei que há uma comoção midiática, que, por ser efêmera, passa. Mas a mancha na minha vida permanecerá".

O deputado ainda afirma entender a necessidade de a Casa aplicar uma punição, que considera justa e necessária. "Entretanto, peço encarecidamente que considere a ausência de dolo e de dano a terceiros na dosimetria da pena. Se de um lado a punição é necessária, de outro, a cassação se faz excessiva".