|
  • Bitcoin 102.844
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 06/03/2022, 23:09

Arthur do Val divulga vídeo sobre ida à Ucrânia e nega 'turismo sexual'

PUBLICAÇÃO
domingo, 06 de março de 2022

FELIPE BÄCHTOLD
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado estadual Arthur do Val (Podemos) divulgou neste domingo (6) um vídeo de sua passagem pela Europa para rebater as críticas de que viajou para fazer turismo sexual.

Ao apresentar a peça nas redes, o deputado, também conhecido como Mamãe Falei, disse que quer "ser julgado" pelo que fez, não pelo que não fez.

"Falar que eu fui para lá para fazer turismo sexual ou outro tipo de coisa... Por favor, assista o vídeo e tire a sua própria conclusão."

Na sexta-feira (4) vazaram áudios enviados pelo deputado a um grupo de amigos nos quais ele fala que as ucranianas são "fáceis" por serem pobres --e que a fila de refugiados da guerra tem mais mulheres bonitas do que a "melhor balada do Brasil".

Arthur do Val viajou à Europa no domingo passado (27) e entrou na Ucrânia, país em guerra com a Rússia há quase duas semanas, com um comboio de ajuda humanitária.

No vídeo, de 28 minutos, o deputado aparece comprando doações para os ucranianos ainda no lado da Eslováquia e entregando os suplementos já em território da Ucrânia.

Ele e o coordenador do MBL (Movimento Brasil Livre) Renan Santos se gravam ao se alojar em instalações improvisadas no lado ucraniano. Parte das imagens são borradas para não identificar pessoas e lugares visitados.

Muitos dos locais são entrevistados sobre a crise. O vídeo mostra rapidamente uma refugiada chorando na fronteira e uma fila de triagem na saída da Ucrânia. Exibe ainda o local onde seriam confeccionados coquetéis molotov, que ele já havia divulgado na semana passada.

O deputado e o colega também contam que cederam seus lugares no carro para refugiados ao cruzar a fronteira no retorno.

"A gente fez arrecadação, a gente comprou as coisas, coordenou comboio, dirigiu", diz ele.

A gravação tem ainda uma declaração de um jornalista eslovaco elogiando as atividades dele durante a viagem.

Arthur tem preferido não mais conversar com jornalistas sobre o episódio. Ele deu entrevista a repórteres apenas na manhã de sábado (5) ao desembarcar em Guarulhos (SP).

O político deve enfrentar um procedimento disciplinar na Assembleia Legislativa de São Paulo por causa das declarações no áudio. Ele tem sido criticado por colegas de diferentes correntes políticas e também dentro de seu partido, o Podemos.

Ainda no sábado, ele anunciou a retirada da pré-candidatura a governador de São Paulo. Na sexta-feira, o presidenciável Sergio Moro também fez críticas ao correligionário e disse que não subiria em palanque com ele.

Neste domingo, o presidente Jair Bolsonaro disse que a fala foi asquerosa.

Em um dos áudios vazados, Arthur do Val diz: "Passei agora, são quatro barreiras alfandegárias. São duas casinhas em cada país. Mano, eu juro para vocês, eu contei: foram 12 policiais deusas. Deusas. Mas deusa assim que você casa e você faz tudo o que ela quiser".

Em outro, afirma também: "Colei em duas minas, que a gente não tinha tempo, em dois grupos de minas, e assim, é inacreditável a facilidade. Essas minas em São Paulo você dá bom dia e ela iria cuspir na sua cara. E aqui elas são super simpáticas".