|
  • Bitcoin 155.021
  • Dólar 5,0611
  • Euro 5,3232
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 23/02/2022, 14:11

Araújo descarta proposta de reunião com ex-presidentes tucanos contra Doria

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, reagiu em nota à articulação comandada por seus antecessores no cargo para promover uma reunião ampliada do diretório nacional, com o objetivo de pressionar o pré-candidato do partido a presidente, o governador de São Paulo, João Doria.

Como mostrou a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, a articulação tem por objetivo cobrar de Doria explicações sobre seu mau desempenho nas pesquisas eleitorais, parte das pressões para que o PSDB o substitua pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Segundo Araújo, "já houve reunião com os ex-presidentes do partido".

"O tema discutido foi a conjuntura nacional e eleitoral. Em nenhum momento foi abordada ou demandada a necessidade de reunião ampliada da Executiva Nacional", declarou.

A maioria dos ex-presidentes do PSDB rejeita ou tem resistências a Doria, casos de José Aníbal, Pimenta da Veiga, Aécio Neves, Tasso Jereissati e Teotônio Vilela Filho.

De acordo com Araújo, o cerne do encontro já ocorrido "foi a informação de que se caminhava para a construção de uma federação ou coligação nacional envolvendo União Brasil, MDB e Cidadania, com o objetivo de buscar uma unidade de candidatura presidencial com chances objetivas de chegar ao segundo turno e vencer a eleição".