|
  • Bitcoin 150.264
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2229
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 19/03/2022, 16:40

Aluno suspenso por causa de melancia em escola da zona leste de SP viraliza na internet

PUBLICAÇÃO
sábado, 19 de março de 2022

CLAUDINEI QUEIROZ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um comunicado de suspensão de um aluno do Colégio Fereguetti, na zona leste de São Paulo, viralizou na internet nesta sexta-feira (18). Tudo porque o comunicado informava aos pais que o estudante havia sido punido por "trazer uma melancia inteira e compartilhar com os muitos alunos no intervalo e sala de aula, gerando tumulto e desordem".

O comunicado foi postado nas redes sociais por um amigo do estudante e ganhou projeção porque indicava que a suspensão de um dia se deu por ele ter levado a fruta e dividido com os amigos. Mas, segundo a própria mãe do garoto, a escola fez o correto.

Em contato com a reportagem, ela afirmou que concorda com a decisão da escola e que o problema, na verdade, foi a carta ter sido mal redigida. Segundo ela, o garoto foi advertido porque a abriu a melancia com uma colher no meio da pandemia e todo mundo comeu com a mesma colher. Além disso, sujaram o pátio, jogaram os restos na privada do banheiro e um dos colegas chegou a colocar a casca da melancia na cabeça. Ela resumiu dizendo que "foi coisa boba de adolescente".

Segundo a secretária da escola, Talita Isidoro, um representante da Diretoria de Ensino da região também se dirigiu ao colégio para se inteirar do caso.

Nas redes sociais, o caso repercutiu com postagens criticando a decisão do colégio e usuários usaram a hashtag #LiberaAMelancia.

A apresentadora e chef de cozinha Bela Gil também repercutiu o caso em sua conta nas redes sociais. Ela fez uma postagem com a imagem do comunicado de suspensão do aluno dizendo que ligou para a escola para entender o caso, mas o colégio não quis se manifestar.

"Olha aí a melancia sempre causando! Ps - Liguei para a escola onde o suposto fato ocorreu e a instituição preferiu não se manifestar para confirmar ou desmentir a história. Ps 2 - A escola acabou de se manifestar na mídia e relatar o acontecido. De qualquer maneira a redação da carta continua, para mim, bem absurda", escreveu a apresentadora.