Aegea arremata primeiro bloco de leilão da Cedae por R$ 8,2 bilhões


NICOLA PAMPLONA
NICOLA PAMPLONA

<p>RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O consórcio liderado pela Aegea Saneamento venceu o primeiro bloco licitado no leilão de concessões de saneamento no Rio de Janeiro nesta sexta (30).

</p><p>O grupo vai pagar R$ 8,2 bilhões, ágio de 103,13%, para prestar os serviços em 18 municípios do estado e na zona sul da capital.

</p><p>O bloco foi disputado por quatro consórcios. Entre as propostas fechadas em envelope, a Iguá apresentou o maior valor, de R$ 7,4 bilhões, mas a Aegea acabou batendo a concorrente em disputa em viva-voz.

</p><p>A concessão atende uma população de 2,8 milhões de pessoas e prevê investimentos de R$ 8,3 bilhões na universalização dos serviços.

</p><p>Como as propostas iniciais ficaram com diferença inferior a 20%, a disputa foi para viva-voz com a participação de Iguá, Consórcio Redentor e Aegea.

</p><p>Considerado pelo governo o maior projeto de infraestrutura do país, o leilão da Cedae prevê investimentos de R$ 30 bilhões na universalização dos serviços de água e esgoto em 35 municípios, com uma população de 13 milhões de habitantes.

</p><p>A disputa chegou a ser ameaçada por decreto legislativo aprovado nesta quinta (29) pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), mas o governo estadual defende que não pode interromper o processo porque a concessão é dos municípios. Nesta sexta, uma liminar suspendeu o decreto.

</p><p>Iguá arremata segundo bloco de leilão da Cedae por R$ 7,3 bilhões A Iguá Saneamento venceu o segundo bloco licitado no leilão de concessões de saneamento no Rio de Janeiro nesta sexta (30).

</p><p>O grupo vai pagar R$ 7,286 bilhões, ágio de 129,68% sobre o preço mínimo, pelo contrato de prestação de serviços em dois municípios do estado e na região da Barra e Jacarepaguá, na zona oeste da capital.

</p><p>Vencedora do primeiro bloco, com bônus de R$ 8,4 bilhões, a Aegea decidiu retirar sua proposta nessa disputa, que teve três concorrentes.

</p><p>A concessão atende uma população de 1,2 milhão de pessoas e prevê investimentos de R$ 2,8 bilhões na universalização dos serviços.

</p><p>Considerado pelo governo o maior projeto de infraestrutura do país, o leilão da Cedae prevê investimentos de R$ 30 bilhões na universalização dos serviços de água e esgoto em 35 municípios, com uma população de 13 milhões de habitantes.

</p><p>A disputa chegou a ser ameaçada por decreto legislativo aprovado nesta quinta (29) pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), mas o governo estadual defende que não pode interromper o processo porque a concessão é dos municípios. Nesta sexta, uma liminar suspendeu o decreto.</p>

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo