Adolescente precisará de autorização assinada por responsável para se vacinar na escola em SP


LUCA CASTILHO
LUCA CASTILHO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A partir desta quinta-feira (25), equipes da Secretaria Municipal da Saúde, da Prefeitura de São Paulo, irão às escolas da rede municipal e estadual para aplicar a segunda dose da vacina contra Covid-19 nos adolescentes de 12 a 17 anos. Para receber o imunizante, os pais e responsáveis devem assinar um documento autorizando a vacinação.

A gestão municipal disponibilizou um modelo base para os responsáveis preencherem, que pode ser impresso ou manuscrito. É obrigatória também a apresentação da carteira de vacinação do estudante.

"A intenção é mostrar as informações mínimas que o responsável deve colocar na autorização para que ela tenha o mínimo de autoridade e rastreabilidade para ser entregue na escola", diz Luiz Artur Vieira Caldeira, diretor da Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde), à reportagem.

Caldeira, inclusive, afirma que o aluno já pode ficar com a autorização na mochila para quando a escola receber a campanha.

"Vai ser através das escolas que esse modelo chegará até os pais dos alunos, no entanto, os pais podem fazer um documento a próprio punho baseado nisso e já deixar de antemão entregue na mão do seu filho", ressalta o diretor da Covisa.

O objetivo da administração municipal é vacinar o mais rápido possível o público elegível nesta fase da campanha, principalmente os faltosos para a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

A estratégia é realizar a vacinação nos dias definidos com a unidade escolar, para que os pais possam se organizar e enviar a autorização.

"Um dia antes é suficiente para os professores e para a comunidade escolar entregar o folheto de autorização. Os alunos levam para casa e no dia seguinte já retornam com a autorização e a carteira de vacinação", diz Caldeira.

Segundo a gestão municipal, o cronograma completo será divulgado nos próximos dias e contará com escolas particulares que quiserem aderir a campanha.

"De acordo com as tratativas de cada UBS em sua área, também faremos a vacinação nas escolas privadas com o objetivo de vacinar o quanto antes toda essa população", afirma Luiz Artur Vieira Caldeira.

Apesar dessa medida, o diretor da Covisa diz que é uma ação de intensificação da vacinação dos adolescentes, mas ressalta a importância de completar o esquema vacinal o quanto antes.

"O ideal não é que os adolescentes fiquem esperando. É melhor que o jovem vá hoje ao posto de vacinação disponível. Neste momento, quem puder ir até a UBS completar a vacinação, que vá", diz Caldeira.

A SMS recomenda à população que acompanhe a disponibilidade de segundas doses dos imunizantes por meio da plataforma De Olho na Fila. A lista completa de postos pode ser encontrada na página Vacina Sampa.

*

VEJA O MODELO BASE DE AUTORIZAÇÃO:

Eu _____________________ CPF/RG:_______, responsável pelo adolescente _____________ , CPF/RG: ________ autorizo a ser vacinado na Campanha Municipal de Vacinação Contra a Covid-19.

São Paulo, _ de _____ de 2021.

_________

Assinatura do Responsável

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo