Protetor solar: escolha o melhor para a sua pele

Gel, pó, bastão, spray, com pigmento ou agentes antioxidantes... O mercado avançou e oferece fotoprotetores tópicos cada vez mais potentes

Laís Taine - Grupo Folha
Laís Taine - Grupo Folha

O protetor solar faz parte da rotina dos mais conscientes sobre as doenças provocadas pela radiação solar, entre elas o câncer de pele. Porém, ele tem entrado na rotina daqueles que buscam aprimorar os cuidados com a pele. Além da prevenção de doenças, o filtro solar evita o envelhecimento precoce, o aparecimento de rugas, a perda da elasticidade, entre outros. Com essa visão, o mercado tem apostado em produtos modernos que incluem ativos e texturas em fórmulas cada vez mais avançadas. Saber qual o ideal para cada tipo de pele pode potencializar seus efeitos. 


Protetor solar: escolha o melhor para a sua pele
iStock
 



Qualquer produto aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que tenha FPS mínimo 30 e fator de proteção contra UVA a 1/3 do seu FPS (no caso do FPS 30, UVA 10) já é recomendado pela SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia). Com essas características, pode ser usado tanto no corpo quanto no rosto, mas já existem no mercado fórmulas que acrescem ativos como antioxidantes, controladores da oleosidade e pigmentos, aumentando a eficácia e aderência ao produto. 




“A adição de substância como os agentes antioxidantes (vitamina C, E, polifenóis, melatonina, extrato de aloe vera, selênio, entre outros) e de fotoliases aos protetores solares tem o potencial de oferecer proteção adicional, inclusive conta a luz visível”, explica a médica dermatologista em Londrina Priscila Pavezzi. A adição de pigmento nas fórmulas também forma uma barreira à luz visível e é indicado para quem possui desordem da pigmentação da pele, como melasma e vitiligo. “Além disso, você já fica protegida e maquiada com um único produto”, acrescenta. 


O contrário também acontece. É cada vez mais comum encontrar batons, cremes para cabelo, produtos para unhas e pele com determinado nível de proteção, mas a dermatologista alerta: “Não tem o mesmo poder de proteção dos protetores solares genuínos. Normalmente, o FPS das maquiagens e afins têm um valor baixo, dessa forma a eficácia, como protetor solar, pode ser comprometida”, afirma. E, ainda que tenha alto FPS, ainda não é garantido que se esteja protegido. “Por não serem registrados na Anvisa como protetores solares, eles não passam pelos mesmos testes de eficácia. O ideal é aplicar o protetor solar antes e depois a maquiagem”, recomenda. 


Além de fórmulas mais complexas, diversas texturas também são apresentadas. Gel, creme, bastão, pó, sol para diferentes usos e tipos de pele. Diante de tantas opções, saber qual o melhor para o próprio tipo de pele passa a ser um desafio. Pavezzi sugere alguns caminhos, mas afirma que o ideal é pedir auxílio do dermatologista para uma análise mais profunda sobre as características de cada pele e indicar o produto correto, isso traz mais assertividade no tratamento e economia no bolso, já que os produtos não são tão baratos.  



 

Protetor solar: escolha o melhor para a sua pele
Folha Arte
 


Como agem os protetores tópicos? 

Existem estratégias diferentes na redução de penetração da radiação solar sobre a pele, causando reflexão, dispersão ou absorção dos raios ultravioletas. Os protetores solares tópicos podem ser de dois tipos: físico ou inorgânico (reflete a radiação ultravioleta) e químico (absorve a radiação ultravioleta) . 


Os termos “bloqueador solar” e “à prova d’água” não devem ser utilizados. Isso porque indicariam proteção absoluta, no primeiro, e total resistência à água, no segundo, e os dois efeitos ainda não são alcançáveis. Os fotoprotetores podem ser classificados como resistentes à água quando suportados 40 minutos de imersão ou muito resistentes à água, quando permitem até 80 minutos de imersão. 

 


Protetor solar: escolha o melhor para a sua pele
Folha Arte
 


 

Qual a melhor opção? 

Creme, gel, loção, serum, gel creme, aerossol, bastões, pó... Além disso tem os com vitamina C, vitamina E, extrato de aloe vera, selênio... São fórmulas e veículos diferentes, cada um possui suas especificidades e podem ser usados de acordo com tipo de pele ou determinado uso. Diante de tantas opções como escolher a mais adequadade? A médica dermatologista Priscila Pavezzi faz algumas orientações de forma geral, mas afirma que cada pessoa deve ir ao dermatologista para prescrição individualizada. 


GEL, SÉRUM: para quem possui peles oleosas, a cosmética mais leve do gel ou sérum podem ser mais adequados. 


: práticos para reaplicação durante o dia, não servem para serem usados isoladamente. 


CREME, BASTÃO: pela consistência, esse tipo de veículo é mais adequado para praticantes de esportes, pois evita que se escorra com o suor. Pelo mesmo motivo, é indicado para bebês entre seis meses e dois anos de idade. 


GEL-CREME, AEROSSOL: Pela espalhabilidade e praticidade, é indicado para crianças. 


RESISTENTE A ÁGUA: Indicado para uso na piscina e praia. 


COM PIGMENTO: indicado para o dia a dia, o pigmento auxilia na proteção e ainda serve como maquiagem. 


Protetor solar: escolha o melhor para a sua pele
Folha Arte
 


LEIA TAMBÉM:



- Cuidados que não podem faltar durante o verão


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo