|
  • Bitcoin 143.820
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1549
Londrina

Saúde

m de leitura Atualizado em 07/04/2022, 18:36

Projeto gratuito em Londrina atende pessoas com dor lombar

Instituição oferta gratuitamente vagas para programa que estuda os efeitos do exercício de Pilates associado à terapia de fotobiomodulação

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 07 de abril de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A dor lombar é uma condição que pode atingir até 65% das pessoas anualmente no Brasil, e isso pode chegar até 84% das pessoas em algum momento da vida. Os dados são da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

. .
. |  Foto: iStock
 

Pensando em auxiliar a população que convive com este problema, a Unopar está ofertando gratuitamente vagas para o projeto que estuda os efeitos do exercício de Pilates associado à terapia de fotobiomodulação em pacientes com dor lombar crônica não específica. A ação é do Programa de Doutorado em Ciências da Reabilitação, e no projeto são ofertados dois tipos de tratamento, que são: Exercícios de Pilates (no solo) e a Terapia de Fotobiomodulação (Ledterapia).

O coordenador do curso de fisioterapia da Unopar, André Wilson Gil, explica que o serviço será ofertado duas vezes por semana e contará com apoio dos estagiários do curso na realização do tratamento.

“O estudo é fundamental para o trabalho de pesquisa vem sendo realizado pelos nossos doutorandos. Toda a equipe do curso de fisioterapia atua nesse projeto que permite aos nossos alunos aprenderem a teoria na prática, conhecendo na graduação o que eles vão encontrar no mercado de trabalho”, explica o docente.

Para participar do projeto é necessário fazer a inscrição pelo link ou ligar no telefone (43) 99619-0206 (Profa. Jeanne). As sessões acontecem duas vezes por semana no período da manhã e da tarde, podendo o paciente escolher o horário desejado. (Com informações da Unopar)

 Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1