Pesquisadores criam sorvete para pacientes em quimioterapia


Micaela Orikasa  Reportagem Local
Micaela Orikasa Reportagem Local
O alimento gelado faz uma vasoconstrição, diminui a náusea e tem efeito local anestésico
O alimento gelado faz uma vasoconstrição, diminui a náusea e tem efeito local anestésico | HU-UFSC/Divulgação




Um grupo de pesquisadores do HU-UFSC (Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina) desenvolveu um sorvete especial, pensando na segurança alimentar e oferta de nutrientes essenciais para quem está em processo de estresse metabólico, como os pacientes em quimioterapia. "Esses pacientes têm uma preferência por produtos cítricos e uma saciedade muito precoce. O sorvete (pote de 60g) contém uma quantidade significativa de proteína e de gordura poli-insaturada (azeite de oliva), que são ingredientes de alto valor biológico", cita a professora Raquel Salles, do departamento de Nutrição da UFSC. Além disso, o produto é fonte de fibras, livre de gordura trans, sem lactose e sem glúten. Ele já está sendo comercializado em diversas cidades, inclusive em Londrina.

A intenção inicial era buscar uma produção artesanal, mas a pesquisadora revela que para se obter a textura e o paladar desejados foi necessário um processo industrial. A empresa parceira da universidade é a YPY Sorvetes Premium, também de Santa Catarina. E a opção pelo sorvete tem uma explicação científica. "O alimento gelado faz uma vasoconstrição, diminui a náusea e tem efeito local anestésico. Além disso, o sorvete está entre os cinco alimentos preferidos da população", comenta.

A pesquisa foi publicada no Journal of Culinary Science & Tecnology e os resultados foram observados junto aos pacientes do HU-UFSC. A aceitação chegou a 75%. "É um recurso para as famílias que se desesperam, muitas vezes, por não saber mais o que oferecer para os pacientes, pois de fato, existe uma rejeição muito grande aos alimentos durante o tratamento e isso impacta na resposta imunitária deles. O sorvete serve como um complemento alimentar", destaca. (M.O.)

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo