Onde buscar informações confiáveis


Vítor OgawaReportagem Local
Vítor OgawaReportagem Local

Anualmente quase 600 mil pessoas recebem o diagnóstico de câncer e aproximadamente 40% já descobrem a doença em estágios avançados. Nesse contexto, um dos maiores problemas na era da informação são as notícias falsas. Em meio a um turbilhão de recomendações que circulam na internet, como determinar quais são confiáveis?

A jornalista Daniela Moraes, 43, descobriu que tinha câncer ao fazer um exame de rotina em dezembro de 2016. Segundo ela, o medo da doença foi tão grande que nos primeiros dias não quis nem pesquisar sobre o assunto. Também foi orientada pelo médico a não pesquisar demais, senão poderia se confundir com tanta informação. "Meu médico disse para procurar sites de informação segura e indicou o Oncoguia", observa. "Claro, tudo isso aliado ao que o seu médico fala. Nele você tem que confiar e saber que ele faz o melhor por ti", destacou.

A presidente e diretora executiva do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz, ressalta que o trabalho da ONG começou há 17 anos, com a missão de levar informação de qualidade e realmente útil para pacientes. "Temos página sobre oncologia de precisão, sobre o câncer de grandes células, de pequenas células, sobre medicina personalizada, tabagismo, dicas para quem quer parar de fumar", enumerou. (V.O.)

SERVIÇO – Mais informações sobre o Instituto Oncoguia no http://www.oncoguia.org.br/ . O site também oferece o Ligue Câncer, pelo qual o paciente pode receber apoio e orientação. O telefone é 0800-7731666.


Continue lendo


Últimas notícias