|
  • Bitcoin 150.474
  • Dólar 5,0617
  • Euro 5,2708
Londrina

Saúde

m de leitura Atualizado em 29/03/2022, 17:51

Ministério da Saúde credencia 35 leitos no HU de Londrina

Vagas da UTI já funcionavam para atendimento de casos de Covid, mas estavam em condição transitória

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 29 de março de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O Ministério da Saúde credenciou, em caráter definitivo, 35 leitos de terapia intensiva adulto no Hospital Universitário da UEL (Universidade Estadual de Londrina). Os leitos já estavam em funcionamento no hospital para atendimento de casos de Covid-19, mas em condição transitória. O credenciamento foi oficializado por meio da Portaria GM/MS nº220, de 27 de janeiro de 2022.

Imagem ilustrativa da imagem Ministério da Saúde credencia 35 leitos no HU de Londrina Imagem ilustrativa da imagem Ministério da Saúde credencia 35 leitos no HU de Londrina
|  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha - 31/03/2021
 

Desde 31 de janeiro de 2020 o HU foi designado pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) como Hospital-Referência para Covid-19 na macrorregião Norte do Paraná e passou de 297 para 454 leitos no primeiro ano da pandemia. Atualmente o HU soma 431 leitos, sendo 70 de UTI adulto. Com o credenciamento o hospital passa definitivamente de 20 para 55 leitos de UTI adulto. Em valores, isto significa um aporte de aproximadamente R$ 6,9 milhões mensais para o HU-UEL.

COMO FOI O PROCESSO

Com a perspectiva do fim do status de pandemia mundial da Covid-19 e diminuição da gravidade dos casos e número de internamentos pela doença, surgiu a possibilidade de credenciamento dos leitos em caráter definitivo. Para tanto, foi preciso enviar diversos documentos solicitados pelo Ministério da Saúde, também foi realizada uma vistoria pela Vigilância Sanitária Municipal para atestar as boas práticas dos atendimentos no hospital e verificar que a infraestrutura atendia a legislação vigente. Além disso, a direção do hospital fez um trabalho incansável de articulação política junto às três esferas de governo.

Vivian Feijó, superintendente do HU, afirma que o credenciamento em caráter definitivo é uma conquista para a saúde da população da macrorregião Norte, porque há uma carência de leitos de UTI para a região. “Esses leitos sempre estiveram ativos para atendimento de pacientes com coronavírus, porém eram custeados pelo Governo do Estado do Paraná, agora passarão a ser custeados pelo Ministério da Saúde. O credenciamento vem solidificar a manutenção desses leitos na nossa infraestrutura e reafirmar o legado e importância dos serviços de excelência prestados pelo HU durante a pandemia”, afirma.

A mesma portaria do Ministério da Saúde credenciou diversos leitos no país, no Estado do Paraná, o HU foi o hospital com mais leitos credenciados (Com informações da assessoria de imprensa do HU)

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1