Equador começa a vacinar adolescentes contra Covid

Jovens entre 12 e 17 anos com doenças graves e adolescentes grávidas podem ser imunizadas

France Presse
France Presse

Quito -  O Equador iniciou nesta quarta-feira (21) a vacinação contra a Covid-19 de adolescentes com doenças graves e grávidas, informou o ministério da Saúde. "A partir del 21 de julho será vacinada a população de 12 a 17 anos com doenças agravantes e as adolescentes grávidas a partir de 12 semanas de gestação", destacou a pasta em um comunicado.

 

Equador começa a vacinar adolescentes contra Covid
Rodrigo Buendia / AFP
 


Neste país de 17,5 milhões de habitantes, cerca de 11,9 milhões de pessoas completaram até agora o esquema vacinal contra a Covid-19. Outros 4,6 milhões receberam a primeira dose.


A meta do governo do presidente Guillermo Lasso, que assumiu o poder em 24 de maio, é vacinar nove milhões de pessoas nos primeiros cem dias de gestão. Uma vez cumprido este objetivo, continuará com a imunização da população de 12 a 17 anos sem doenças agravantes.


Os adolescentes receberão as vacinas da sociedade germano-americana Pfizer/BionNTech, considerando a aprovação de emergência da Agência Europeia de Medicamentos e a Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês).


O Equador registra mais de 477.946 casos de Covid-19 e 30.744 falecidos. A cifra de óbitos aumentou após um reajuste no informe oficial de mortos pela pandemia.


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo