Imagem ilustrativa da imagem Anvisa registra nova vacina contra o HPV
| Foto: Manuella Brandolff/Palácio Piratini



O novo medicamento (Gardasil 9) inclui novos subtipos na proteção contra o vírus HPV (papilomavírus humano).


O vírus é o principal fator associado aos cânceres de útero, da vulga, da vagina e do ânus, além de lesões pré-cancerosas ou displásicas, verrugas genitais e infecções persistentes.


A nova vacina foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) na terça-feira (26) e é indicada para meninos e meninas de 9 a 26 anos.


De acordo com o órgão, o ideal é que a imunização seja feita antes do início da vida sexual, uma vez que o vírus é transmitido por meios de relações sexuais.


A vacina anterior possui os subtipos 6, 11, 16, 18, mas a nova versão inclui ainda os subtipos 31, 33, 45, 52 e 58 do HPV. O medicamento é registrado pelo laboratório Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda.