Wiltzel diz que saiu otimista de encontro com Bolsonaro pela retomada do diálogo


RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Nesta quarta (25), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse em entrevista que saiu otimista do encontro virtual que teve com o presidente Jair Bolsonaro e demais governadores do Sudeste por conta da retomada do diálogo.

Witzel disse ainda que o tratamento de Bolsonaro em relação a ele foi respeitoso e não quis comentar o embate entre João Doria, governador de São Paulo, e o presidente. Disse apenas não ser juiz da causa.



No entanto, o governador fluminense frisou que discorda da opinião do presidente e que vai manter o confinamento e as restrições à circulação no estado.

"Disse ao presidente que estou acostumado a ambientes nos quais as divergências acrescem e melhoram as decisões. O pronunciamento de Bolsonaro não encontra eco nas opiniões técnicas e me pauto sempre pela opinião de especialistas", disse.

Ele disse ainda que a opinião política expressa pelo presidente no pronunciamento de terça (24) não se materializou em ação administrativa, reforçando que as pessoas devem manter o isolamento.

Witzel diz estar satisfeito que o plano Mansueto, de ajuda a estados e municípios, esteja evoluindo. E negou que haja chance de que salários de servidores estaduais não sejam pagos.

O governador anunciou ainda a distribuição de cestas básicas a 1 milhão de famílias na Baixada Fluminense, São Gonçalo, Itaboraí e na cidade do Rio de Janeiro, com o apoio das prefeituras.



Segundo Witzel, o estado chegará, em breve, a 1200 leitos e, neste momento, são 17 pessoas internadas na UTI no estado por conta do coronavírus.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias