Com a eleição para vice-prefeito de Curitiba, o deputado estadual Beto Richa (PTB) poderá provocar mais uma alteração na AL partir de 2001. Beto tem até dia 31 de dezembro para decidir se renuncia ao mandato de deputado ou a ao de vice-prefeito. Ele havia informado que daria preferência para um cargo na prefeitura. Se Beto abrir uma vaga na AL, o suplente a ser efetivado será Nelson Tureck (PFL). Tureck ficou na terceira suplência da coligação PFL-PTB e outros partidos nanicos nas eleições de 1998. Ele perdeu a eleição para prefeito em Campo Mourão. Até o início de setembro, Tureck ocupava, na AL, a vaga de Hydekazu Takayama (PFL), que se licenciou por motivos de saúde.
A bancada da coligação PFL-PTB na Assembléia teve o maior número de mudanças nos dois primeiros anos de mandato. O primeiro suplente, Luiz Carlos Martins (PSL), assumiu em agosto de 1999, depois da morte do deputado Aníbal Khury. Neste ano o segundo suplente, Albanor Gomes (PTB), foi eleito prefeito de Araucária e abriu mão da vaga de deputado. Por esse motivo é que Tureck poderá ser empossado como titular.
Na oposição haverá duas mudanças a partir de 2001. O deputado Edgar Bueno (PDT), eleito prefeito de Cascavel, abre espaço para o primeiro suplente Eli Ghellere (PDT). A vaga do deputado Péricles de Holleben Mello (PT), eleito prefeito de Ponta Grossa, ficará para Luciana Rafagnin (PT de Francisco Beltrão).