União amplia apoio às vítimas da ditadura
O governo envia ao Congresso, no próximo mês, projeto de lei ampliando a abrangência da Lei dos Mortos e Desaparecidos (Lei 9.140), responsabilizando o Estado pelas mortes em passeatas e em praças públicas, desde o início do regime militar até o chamado período da ‘‘abertura’’. O ministro da Justiça, José Carlos Dias, que está finalizando o texto da proposta, acredita que será possível responsabilizar o Estado também pelas mortes do frei Tito de Alencar Lima e da secretária da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Lyda Monteiro da Silva.