Em duas decisões unânimes, os seis juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), optaram por não aceitar os recursos que pretendiam impugnar as eleições em Amaporã (município que faz divisa com Paranavaí) e em Santa Helena (na Região Oeste). As decisões foram tomadas ontem, em Curitiba, e mantém os resultados da eleição em primeiro turno nos dois municípios.
No caso de Amaporã, os advogados da coligação formada pelos partidos PPS, PPB, PSB e PMDB, que tinha como candidata Terezinha Yamakawa, queriam impugnar a eleição no município – que tem 4.677 habitantes e 3.725 eleitores. O motivo, segundo eles, é que muitos eleitores terism sido impedidos de votar. Os advogados denunciaram que algumas seções teriam encerrado a votação antes do horário limite – às 17 horas.
Como o recurso dos advogados de Amaporã não foi aceito pelos juízes do TRE, está mantida a reeleição de Sebastião José Puppio, da coligação PFL-PTB, que obteve 1.320 votos – apenas quatro a mais que Terezinha Yamakawa. A candidata conseguiu 1.216 votos.
No caso do município de Santa Helena, os juízes não acataram o recurso dos advogados da coligação ‘‘Unidos por Santa Helena’’ (PMDB-PPS-PT). O motivo alegado pelo TRE-PR é que o recurso foi impetrado fora do prazo permitido pela legislação. A assessoria jurídica do candidato Júlio Moradi (PMDB) queria a impugnação de uma urna que, no dia da eleição, estava instalada numa seção a sete quilômetros do centro da cidade – que seria um dos redutos eleitorais da coligação adversária.
A decisão dos juízes do TRE-PR manteve como vencedor o atual prefeito, Silom Schimidt, do PPB, com 6.535 votos. Júlio Moradi perdeu o pleito por uma diferença de apenas 61 votos, já que sua votação alcançou 6.474 votos. (R.B.N.)