|
  • Bitcoin 103.514
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Política

m de leitura Atualizado em 02/06/2022, 18:42

TCE e Seed firmam convênio para capacitar alunos no combate à corrupção

Aulas nos colégios estaduais serão no modelo EAD dentro das disciplinas de Educação Financeira, Matemática, Sociologia e Cidadania e Civismo

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 02 de junho de 2022

Francielly Azevedo - Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram nesta quinta-feira (2) um convênio para capacitar alunos e professores de escolas estaduais sobre o controle social da administração pública. Uma das ideias do projeto é fazer com que os jovens ajudem a fiscalizar e combater a corrupção no estado.  

Imagem ilustrativa da imagem TCE e Seed firmam convênio para capacitar alunos no combate à corrupção Imagem ilustrativa da imagem TCE e Seed firmam convênio para capacitar alunos no combate à corrupção
|  Foto: Wagner Araújo/Divulgação TCE-PR
 

O acordo de cooperação técnica foi assinado no evento de 75 anos do TCE, em Curitiba. O convênio, batizado de “Jovem no Controle”, pretende capacitar 600 mil alunos dos ensinos fundamental e médio, em temas como a fiscalização e aplicação dos recursos públicos.  

De acordo com Edilson Liberal, diretor da Escola de Gestão Pública do TCE-PR, as aulas serão no modelo de ensino a distância (EAD) dentro das disciplinas de Educação Financeira, Matemática, Sociologia e Cidadania e Civismo que já estão na grade da SEED.  

“Essa disciplina tem alguns tópicos ligados a impostos, tamanho e como é formado o estado. A partir disso, nós teremos conteúdos produzidos por servidores do Tribunal. Nós temos cursos em EAD nesse sentido, vamos treinar os professores e eles vão utilizar nessas aulas os conteúdos fornecidos pelo TCE”, disse à FOLHA.  

Ao todo, 7.850 professores devem receber capacitação no estado, a partir de julho.  

“A função do Tribunal é ampla, mas não podemos esquecer da raiz. Sem descuidar da obrigação constitucional, mas entendendo que se a gente fizer esse investimento em educação, estaremos garantindo uma perspectiva de futuro no presente”, destacou Fabio Camargo, presidente do TCE.  

O planejamento da SEED é que em agosto os educadores já comecem a trabalhar o conteúdo com os estudantes em sala de aula.  

“Essa parceria com o Tribunal de Contas ajuda muito no combate à corrupção, porque a população passa a entender melhor como o governo funciona, e cobrar. A partir disso, é possível saber o que é um possível desvio, saber como as licitações são feitas e saber o papel de fiscalizar. Quanto mais a população souber sobre como funciona o governo, maior será a cobrança e menor a corrupção”, afirmou o secretário da Educação e do Esporte, Renato Feder. 

Feder destacou que é importante que as pessoas entendam que a educação pública é financiada pela população. “Estamos ensinando aos nossos jovens a cidadania e que a educação gratuita, na verdade, não é gratuita. A educação é paga através dos impostos dos pais dos alunos. Por exemplo, no arroz e no feijão tem um imposto que o pai dele paga com o suor do seu trabalho e isso vai para o governo para poder dar esses benefícios”, reforçou. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.