|
  • Bitcoin 118.038
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3407
Londrina

Política

m de leitura Atualizado em 03/07/2022, 19:20

Sanepar lança programa para renegociar dívidas; saiba como participar

A partir de segunda (4), consumidores poderão parcelar débitos em até 60 vezes. Não será cobrada multa e taxa de juros será de 0,3% ao mês

PUBLICAÇÃO
domingo, 03 de julho de 2022

Rafael Machado - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Divulgação/Sanepar
menu flutuante

A Sanepar lança nesta segunda-feira (4) um programa de renegociação de dívidas. Os clientes poderão parcelar débitos pendentes em até 60 vezes, sem entrada e sem exigência de valor mínimo de parcela. O órgão não vai cobrar multa e a taxa de juros do parcelamento será de 0,3% ao mês.

A participação ao programa, batizado como RECLIP, pode ser feita por meio de qualquer canal de atendimento. O contribuinte poderá negociar diretamente nas Centrais de Relacionamento em cada cidade ou ligar no telefone 0800 200 0115. Também pode aderir pelo e-mail das regionais, que está disponível no site www.sanepar.com.br.

"É uma oportunidade bem flexível do cliente que tem dívidas se regularizar com a Sanepar. Não tem juros, a taxa cai bastante e ele não precisa dar nenhuma entrada", comentou o diretor de Comunicação e Marketing da companhia, Hudson José. 

ALERTA

A Sanepar informou que o parcelamento virá dentro da cobrança mensal, junto com consumo atual somente no mês seguinte. "Atenção pra quem aderir: em momento algum vamos cobrar em dinheiro, transferências bancárias (TED, DOC ou PIX) ou cartões de débito ou crédito", disse José.

O programa estará acessível para clientes ativos e inativos de todas as categorias, exceto o poder público. Ou seja, todas as dívidas vencidas de casas, comércios, indústrias e entidades filantrópicas, independente da sua faixa de consumo, poderão ser regularizadas. 

Não serão inclusos no programa os débitos em discussão judicial.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.