O senador Roberto Freire (PE), presidente nacional do PPS, é o mais novo reforço na campanha do petista Ângelo Vanhoni. Freire visita Curitiba hoje, onde vai gravar depoimento para o horário eleitoral do candidato. Depois, às 18 horas, participa, no Plenarinho da Assembléia Legislativa, de um ato em apoio à candidatura de Vanhoni promovido pelo PPS.
Antigo Partido Comunista Brasileiro, o PPS é o partido de José Maurino, candidato a vice-prefeito na chapa do petista. Representante do movimento negro, Maurino tem sido criticado por seus adversários, por ter evitado participar de debates. Maurino também não apareceu no horário eleitoral no segundo turno.
Além de Freire, o ato do PPS terá a participação do presidente estadual do partido, deputado Rubens Bueno, e do presidente do diretório de Curitiba, Amadeu Geara. Também participarão presidentes de diretórios municipais do PPS no Paraná. O partido foi um dos que mais cresceram no Estado. Em 86, elegeu apenas quatro vereadores em Santo Antônio da Platina (Norte Pioneiro). Neste ano, liderado pelo presidenciável Ciro Gomes, elegeu 263 candidatos, em 141 municípios. São 15 prefeitos, 28 vice-prefeitos e 220 vereadores.
Freire integra uma lista de estrelas da política nacional que já gravaram mensagens de apoio ao petista. Entre elas estão a vice-governadora do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, a candidata a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy e o deputados federais paulistas José Genoino e Aloizio Mercadante. Com exceção de Marta, todos os outros petistas estiveram em Curitiba na semana passada. (V.D.)