Ângelo Vanhoni (PT): ‘‘A minha maior preocupação é a valorização do artista local e a promoção de intercâmbios com o interior do Paraná e de outros Estados. Para isto, implantarei imediatamente o Fundo Municipal de Cultura e criarei uma nova política de ação cultural para a Fundação Cultural de Curitiba (FCC), com a participação da classe artístico-cultural, que atuará em programas interdisciplinares.
Para isto, será criado o Conselho Municipal de Cultura. Faremos também a descentralização da cultura e da arte, estimulando parcerias entre artistas em geral, a comunidade, escolas, empresas e associações. Nosso governo fará a restauração de todos os equipamentos artístico-culturais, integrando-os à comunidade a que pertencem, desenvolvendo atividades de arte-educação.
Também daremos incentivo à utilização dos produtos audiovisuais locais nas escolas, através de programas ‘‘Cinema nas Escolas’’ e ‘‘Escolas no Cinema’’. A Feira do Poeta também será revista, estimulando novos talentos, publicações, periódicos e aperfeiçoamento de poetas. Criaremos mecanismos de distribuição de produtos culturais promovidos pela Lei de incentivo à Cultura, reformulando-a para atender definitivamente a classe artística cultural. Vou estimular e incentivar a pesquisa histórica, o registro histórico, a preservação de todo acervo histórico, cultural e artístico de toda FCC’’.