Projeto garante vagas em escolas para mulheres vítimas de violência em Londrina


Rafael Machado - Grupo Folha
Rafael Machado - Grupo Folha

Começou a tramitar na Câmara Municipal projeto do vereador João Martins (PSL) que garante vagas para filhos ou dependentes de mulheres vítimas de violência em Londrina nas instituições mais próximas de suas casas. A proposta foi protocolada no início da semana e ainda necessita passar pelas comissões internas antes de ir a plenário. O parlamentar não sugeriu um limite de vagas, mas afirmou que elas deverão ser disponibilizadas nas escolas municipais, CEIs (Centros de Educação Infantil) e CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil). 


.
. | Devanir Parra/CML
 


Em entrevista à FOLHA, Martins disse que teve a ideia "depois de receber muitas reivindicações dessas pessoas. Qualquer violência deve ser combatida, mas, para ter direito a esse benefício, o crime precisa ser comprovado com a apresentação de um boletim de ocorrência e relatório de encaminhamento elaborado pelo órgão de referência de atendimento à vítima", salientou. 




A delegada Magda Marina Hofstaetter, titular da Delegacia da Mulher de Londrina, participou de discussões sobre a iniciativa. Ela observou ter encaminhado para a assessoria do vereador um projeto semelhante já implantado em uma cidade do interior de São Paulo. "Muitas vezes a mulher precisa trabalhar, sair de casa e tem que ter os filhos por perto. É de extrema importância que seja aprovado em Londrina", pontuou. 




"Já atendemos prioritariamente as crianças que estão em situação de vulnerabilidade social. Tornar isso uma lei com certeza é uma forma de garantir que sempre seja assim", comentou a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo