PPB acusa Lerner
de ter ofendido
deputado Seleme
O PPB acusou ontem o governador Jaime Lerner (PFL) de convidar e ‘desconvidar’ o deputado Cesar Seleme para Secretaria da Justiça. O presidente da sigla, José Janene, e o líder da bancada pepebista na Assembléia, Tony Garcia, alegam que Seleme foi convidado para assumir a pasta, hoje acumulada provisoriamente pelo novo secretário da Segurança, José Tavares. ‘‘Qual não foi a surpresa do PPB ao saber que o governo, antes de qualquer resposta, não só retirara o convite como passara a vetar o nome do deputado, num gesto grotesco, irresponsável, que bem demonstra o caráter do governo estadual’’, diz a nota oficial do PPB.
O PPB classifica a atitude do governador como ‘‘mais um incidente na interminável coleção de trapalhadas políticas que caracterizam o governo’’. ‘‘Se o governador se dispôs a julgar nosso companheiro, deve fazê-lo com clareza, com objetividade e de público. O PPB não aceita ofensas’’, continua a nota.
O Palácio Iguaçu não negou nem confirmou se Lerner convidou Seleme para a pasta da Justiça. O chefe da Casa Civil, Tato Taborda, devolveu a nota do PPB com outra nota, reafirmando o apreço de Lerner ao deputado. Segundo o governo, a nota assinada por Janene é ‘‘lastreada de informações equivocadas’’.(L.D.)