PIC pede quebra de sigilo O procurador da Promotoria de Investigações Criminais (PIC), Dartagnan Cadilhe Abilhoa, adiantou que nos próximos dias deve ser pedida a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico de pelo menos 80 pessoas apontadas de envolvimento com o narcotráfico no Paraná. ‘‘Nossa grande preocupação é dar ampla defesa a todos os envolvidos. Por isso pediremos a quebra de sigilo de parentes de traficantes e policiais presos e até de quem não foi indiciado’’, disse. Ele antecipou também que a PIC já dispõe de todas as informações sobre os salários e o patrimônio dos policiais e traficantes que estão presos, mas não deu detalhes. ‘‘Nossas investigações continuam na busca de provas concretas que possam incriminar todos os envolvidos com o crime organizado. E é claro que crimes contra o patrimônio público podem nos ajudar a montar o quebra-cabeça das ações criminosas que os suspeitos possam ter cometido’’, admitiu. Abilhoa confirmou apenas saber da existência de um barco ancorado em Pontal do Paraná, à disposição do policial civil Samir Skandar e família. ‘‘Sinais externos de riqueza estão sendo analisados e podem, sim, levar os policiais e outras pessoas envolvidas com os fatos denunciados à CPI a serem processados por improbidade administrativa’’, resumiu. (RBN)