O Paraná apresentou ontem, durante reunião técnica no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, um sistema de acompanhamento das ocorrências de defeitos nas urnas eletrônicas através da intranet, fax ou telefone. Com o sistema foi possível providenciar o conserto ou a substituição da urna num tempo reduzido. O sistema, segundo o TSE, já está à disposição dos TREs interessados.
A reunião foi realizada para planejar ações para o segundo turno das eleições com os diretores e secretários de informática de 11 TREs do País, onde haverá segundo turno. O encontro, que sempre acontece entre o primeiro e o segundo turno das eleições, serve para avaliar as ocorrências registradas, procurando corrigir as irregularidades e aprimorar os procedimentos para que a eleição aconteça dentro da maior normalidade possível.
O presidente do TSE, ministro Néri da Silveira, sugeriu dois temas para estudo: a justificativa do voto e a substituição da urna eletrônica. Segundo o ministro, o sistema de justificativa foi aprovado, mas precisa ser aperfeiçoado para garantir plena comodidade ao eleitor.